Segunda-feira, 23 fev 2009 - 09h51

É Hoje. Cometa Lulin encontra Saturno e dá show no céu!

Um dos momentos mais esperados pelos observadores do céu noturno acontecerá esta noite, quando o cometa C/2007 N3 Lulin estará praticamente colado ao planeta Saturno, permitindo uma fácil localização do visitante e uma composição celeste de tirar o fôlego de qualquer um!

Atualmente, Saturno está a 1.25 bilhões de quilômetros da Terra enquanto Lulin se encontra a 61 milhões de quilômetros. Apesar de estarem muito longe um do outro, quem os observar aqui da Terra terá a impressão que estão muito próximos. A distância angular entre os dois objetos será de aproximadamente 2 graus de arco, o que significa que no espaço entre eles caberia o equivalente a 4 luas cheias.

Durante a conjunção desta noite os brilhos de Saturno e Lulin serão bastante diferentes. Saturno brilha com magnitude de 0.7 e atualmente é um dos astros mais intensos do firmamento, enquanto Lulin brilha com apenas 5.5 magnitudes, quase no limite de detecção dos olhos humanos, lembrando que quanto maior a magnitude, menor o brilho do objeto.


Vendo o cometa Lulin
Apesar de muitos observadores conseguirem ver o cometa sem o uso de instrumentos, o uso de um binóculo ou uma pequena luneta é muito importante para evitar frustrações e perder o show do visitante. Ao contrário dos outros dias quando a localização do cometa era um tanto difícil para quem não conhece o céu, nesta noite a presença de Saturno será usada como guia para encontrar Lulin no céu.

Ambos os astros nascem no quadrante leste aproximadamente às 20 horas, portanto se você tem uma excelente vista para o horizonte e um céu bastante escuro e livre de poluição poderá começar suas observações neste horário. À medida que o tempo passa os astros se elevam sobre o horizonte, facilitando as observações por aqueles que têm o horizonte obstruído.

Nas grandes cidades, onde a poluição luminosa e atmosférica é muito maior, recomendamos que as observações de Lulin sejam feitas um pouco mais tarde, a partir da meia-noite (já de terça-feira), uma vez que quanto mais alto no céu menor a interferência da camada de poluição visível no horizonte.

Para ver o cometa Lulin a primeira coisa a fazer é encontrar o planeta Saturno. Aproximadamente às 23 horas o gigante gasoso estará a meia altura no céu do quadrante leste, aquele em que o Sol nasce. Para localizar o cometa Lulin aponte o binóculo ou luneta para o planeta e lentamente vasculhe em sua vizinhança superior. Lulin deverá aparecer como um pequeno ponto esverdeado e ligeiramente difuso.


Não se confunda!
Os habitantes das grandes cidades que estiverem utilizando binóculos podem ser levados a um erro ao reparar que logo acima de Saturno existe uma estrela praticamente invisível à vista desarmada, mas perfeitamente visível com instrumentos. Esse pequeno ponto não é o cometa Lulin e sim a estrela HD 98664, ou sigma do Leão, distante 214 anos-luz de nós. Essa estrela tem magnitude +4.0, portanto ainda mais brilhante que o cometa, que estará um pouco mais acima.

Bons céus!


Artes: No topo, cometa Lulin registrado pelo astrônomo Paolo Candy do Observatório de Cimini, na Itália. A foto foi feita nas primeiras horas desta segunda-feira com um telescópio de 200 milímetros de abertura. Acima, carta celeste mostra a posição do céu às 23h30 desta segunda-feira (23/fev) e mostra a disposição dos astros durante a conjunção. No detalhe vemos uma imagem ampliada do encontro. Observe a estrela sigma do Leão, entre Saturno e o cometa Lulin. Créditos: Paolo Candy/Cimini Astronomical Observatory/Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Amargas são as lágrimas derramadas, mas ainda mais amargas são as que não se derramam" - Provérbio irlandês