Terça-feira, 31 jul 2007 - 11h10

Em busca de vida, Phoenix se prepara para ir a Marte

Que Marte desperta a curiosidade de muita gente, todo mundo sabe. Apesar de ter uma atmosfera formada basicamente por CO2, o que inviabilizaria a sobrevivência humana no planeta vermelho, a procura por qualquer forma de vida, sejam qual for, em qualquer época, continua sendo o objetivo de vários cientistas e instituições. Não custa tentar. Diz o ditado que quem procura acha!

Apesar do clima marciano ser muito seco e frio, as tentativas de se achar qualquer evidência continuam. E para colaborar um pouco mais, um novo explorador já está sendo preparado. Trata-se do Phoenix Mars Lander, uma sonda robótica de três pernas que descerá em pleno Pólo Norte de Marte. O objetivo da sonda será escavar o gelo polar e verificar se o ambiente é ou não adequado para abrigar possíveis formas de vida, mesmo que primitivas.


Tarefa Árdua
Se trabalhar no Pólo Norte de Marte já não é uma tarefa das mais fáceis, descer corretamente no planeta pode ser uma questão de sorte. De 15 tentativas feitas por americanos, russos e europeus, apenas cinco conseguiram fazê-la com sucesso, sem danificar as sondas.

O lançamento da Phoenix está programado para a próxima sexta-feira, dia, 3. A sonda levará nove meses até chegar a Marte e assim que chegar ao seu destino utilizará inicialmente um pára-quedas para frear a descida, seguido da ignição de foguetes de hidrazina, que controlarão a velocidade final do pouso.

"Marte é temperamental e gosta de jogar bolas com efeito", disse o cientista da Nasa Doug McCuistion, que chefia o programa Phoenix. "Todo o cuidado é pouco", completou.


Braço Robótico
Uma vez na superfície, o robô aguardará 30 minutos até que a poeira levantada pelo pouso, assente. Em seguida abrirá seus dois painéis solares, o braço robótico, elevará o mastro de coleta meteorológica e acionará as câmeras de observação.

O Phoenix é uma sonda montada com material estocado depois de duas tentativas mal sucedidas em 1999. Ao contrário dos jipes-robôs Spirit e Opportunity, que exploram o planeta a mais de 3 anos e se deslocam sobre rodas, o novo robô será fixo e escavará o gelo com seu braço de 2.4 metros. A profundidade máxima de escavação é de 20 centímetros.

A missão da Phoenix deverá durar três meses. Se for completada com êxito, será a primeira escavação do planeta desde a década de 1970, quando a operação foi feita pelas sondas Viking.

Fotos: No topo, a Phoenix Mars Lander sendo montada dentro de um foguete Delta 2, que a colocará a caminho de Marte. Na seqüência vemos a concepção artísitica da sonda no momento da frenagem sobre a superfície, seguido da Phoenix trabalhando no Pólo Norte de Marte.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron