Segunda-feira, 31 mar 2008 - 09h01

Em manobra espacial Júlio Verne se aproxima da ISS

Após diversos dias orbitando 2 mil quilômetros à frente da Estação Espacial Internacional, ISS, os controladores da Agência Espacial Européia, ESA, receberam o sinal verde para a segunda demonstração de tentativa de acoplamento entre o complexo espacial e o recém lançado cargueiro Júlio Verne. As operações, completamente automáticas, terão início às 09h26 desta segunda-feira, a 340 km de altitude, quando ambas as naves estiverem sobre o extremo leste da China.

A primeira demonstração de aproximação ocorreu no sábado, 28 de março e de acordo com o comando da missão, localizado em Toulouse, na França, as naves chegaram a menos de 3.5 quilômetros de separação, com a Julio Verne posicionada atrás da ISS. A demonstração, considerada impecável, utilizou sinais avançados de GPS, que permitiram aos computadores manobrar o conjunto ao redor da ISS. A demonstração também mostrou que as troca de dados entre as duas naves permaneceu totalmente segura e confiável.

Para as manobras desta manhã, a nave Júlio Verne atingirá apenas 11 metros de distância do módulo de acoplamento russo Zvezda e utilizará como guia um sensor ótico baseado em raios laser.

Todos os dados de telemetria estarão sendo transferidos em tempo real aos controladores, que determinarão se os módulos poderão ou não se acoplar. Caso receba sinal verde, a Júlio Verne se atracará à ISS na quinta-feira, às 11h41 pelo horário de Brasília.


ISS e ATV, lado a lado
No último sábado, durante as demonstrações de aproximação entre as duas naves, o astrofotógrafo Christoph Rollwagen captou esta interessante passagem das naves, no momento que se localizavam próximas à cidade de Potsdam-Bornstedt, na Alemanha.

Na cena captada por Rollwagen é possível ver o traço deixado por ambas as naves, registradas através de exposição prolongada do mesmo campo visual. O rastro da ISS é visto de forma muito intensa, ao contrário do cargueiro Júlio Verne, que parece desaparecer lentamente ao entrar na sombra da Terra. "Júlio Verne orbitou paralelo à ISS por pelo menos 8 segundos a uma distância de menos de 60 quilômetros", disse Rollwagen.


A Nave
Julio Verne é uma espaçonave robotizada do tipo ATM, Veículo Cargueiro de Transferência Automática, de aproximadamente de 8 metros de comprimento e 21 toneladas. Foi lançada ao espaço no dia 9 de março de 2008 a partir da base de lançamentos de Kouru, na Guiana Francesa.

O objetivo da nave será abastecer regularmente a Estação Espacial Internacional, com água, alimentos, combustível e diversas outras cargas.

Para levar o cargueiro até sua órbita circular foi necessária uma nova versão do foguete Ariane 5ES, que foi especialmente adaptado para erguer as 20 toneladas de peso do cargueiro - quase o dobro das cargas normalmente colocadas em órbita pelo Ariane 5ES.

No topo, display gerado por computador e alimentado com dados em tempo real mostra a os momentos de aproximação entre o cargueiro Julio Verne e a Estação Espacial Internacional. Na seqüência vemos a foto feita por Christoph Rollwagen, quando ambas as naves cruzavam o céu de Potsdam-Bornstedt, na Alemanha. Créditos: Esa/Christoph Rollwagen.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy