Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Costa da Namíbia, 09 Mar 2004
Por

Enxofre causa mancha verde na costa da Namíbia

Uma mistura leitosa e esverdeada na costa do deserto da Namíbia, no sul-sudoeste da África é a prova evidente de que grande quantidade de enxofre está emergindo à superfície.

A nuvem amarelada sobre a água provém do sulfeto de hidrogênio, gás produzido por bactérias anaeróbicas (que sobrevivem sem oxigênio) no fundo do oceano.

Nesta região, fortes correntes trazem abundantes quantidades de alimentos do solo oceânico, que alimentam populações de animais e plantas maiores.

Quando os organismos vivos do ambiente morrem, depositam-se no fundo do oceano, onde se tornam alimentos para as bactérias anaeróbicas. Estas bactérias desprendem o gás sulfeto de hidrogênio, que produz enxofre puro ao reagir com o oxigênio próximo à superfície.

No primeiro estágio da reação o enxofre aparece branco e nesta imagem o vemos em um tom verde-leitoso tingindo a água. Quando a transformação está mais completa, o amarelado enxofre em combinação com o azul da água fazem a pluma parecer mais verde.

O sulfeto de hidrogênio é um gás altamente tóxico para os peixes. Periódicamente a grande mortandade de peixes e outros alimentos marinhos causa forte prejuízos às empresas da região que atuam neste seguimento.

Esta imagem foi feita pelo satélite TERRA no dia 5 de março, utilizando os sensores de resolução moderada MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer).

Observe as faixas diagonais que aparecem na imagem. São as marcas do início e fim de cada varredura dos espelhos do imageador dos sensores. As linhas são causadas por pequenas diferenças entre os dois lados do espelho rotativo.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Se pudesse receber de volta a taxa de inscrição, eu pediria demissão da raça humana" - Red Allen - comediante