Quarta-feira, 28 mai 2008 - 09h34

Exploração espacial: Phoenix inicia hoje as escavações do solo marciano

A euforia pelo sucesso do pouso da sonda norte-americana Phoenix Mars Lander sobre a região de Vastitas Borealis não terminou no último domingo. Poucos dias depois do evento, cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, JPL, e da Universidade do Arizona já estão novamente ansiosos. E com razão.

Se tudo der certo, o grande braço robótico da sonda vai ensaiar os primeiros movimentos da escavação do solo gelado de Marte e dele recolher amostras superficiais de material, que serão conduzidas aos instrumentos a bordo que farão as análises.

As tarefas deveriam ter sido iniciadas ontem (28/05/2008), mas os comandos enviados à sonda MRO, em órbita do planeta, não foram retransmitidos à Phoenix.

Não se sabe exatamente o que "derrubou" as comunicações entre as duas naves, mas especula-se que a falha possa ter ocorrido devido à interferência provocada por partículas de raios cósmicos de alta intensidade, que no instante do contato atingiram o satélite MRO (Mars Reconaissance Orbiter), que retransmite os dados.

Até o presente momento as comunicações estão em modo de espera. Caso a interferência persista, os engenheiros do JPL deverão utilizar como retransmissor outra sonda norte-americana, a Mars Odyssey, também em órbita do planeta.


Dados Meteorológicos
A estação meteorológica canadense a bordo da Phoenix foi ativada alguns instantes após o pouso e desde então os dados ambientais estão sendo continuamente monitorados. Os parâmetros das primeiras 18 horas após o pouso foram transmitidos ontem aos cientistas e mostram que temperatura no local variou entre 80 ºC negativos no início da manhã até 30ºC no final da tarde.

A estação também informou que a velocidade média do vento na região era de 20 km/h em sentido norte e que o céu permaneceu limpo durante o período. A média da pressão barométrica foi de 8.55 hPa, o que é menos de 1 centésimo da pressão atmosférica terrestre ao nível do mar.

Os meteorologistas espaciais esperam usar os dados da estação para realizar prognósticos e tendências do tempo para a região da exploração.


Novas Imagens
Uma nova imagem captada pela câmera de alta resolução (HiRISE) a bordo do satélite MRO, mostra uma bela cena do momento em que a sonda Phoenix, após entrar na atmosfera, inicia sua descida. A composição mostra a sonda e seu pára-quedas aberto, tendo ao fundo a grande cratera Heimdall, de 10 km de diâmetro.

"Pela imagem dá a impressão de que a Phoenix está descendo diretamente dentro da cratera, mas na realidade está a mais de 20 km na frente dela", disse Alfred S. McEwen, cientista-chefe do projeto Phoenix pela Universidade do Arizona.

Outra imagem feita pela câmera HiRISE mostra a Phoenix 22 horas após o pouso. Nela é possível ver o pára-quedas preso ao escudo térmico traseiro, separados do robô por uma distância aproximada de 300 metros.


Biobarreira
Apesar de todas as operações da Phoenix serem consideradas um sucesso, nem tudo é um mar de rosas. A cobertura que protegeu o braço robótico da contaminação por micróbios antes do lançamento não foi totalmente retraída no pouso do dia 25, mas apenas se deslocou alguns centímetros. "Ontem a biobarreira se deslocou um pouco mais e já permite uma melhor movimentação", disse Fuk Li, diretor dos programas de exploração de Marte do JPL. "Isso não nos preocupa tanto, exige apenas atenção", completou.

Fotos: No topo, a sonda e seu pára-quedas aberto podem ser vistos à frente da grande cratera Heimdall, de 10 km de diâmetro. A cena foi captada pela sonda MRO durante o momento da descida da Phoenix. No detalhe, outra imagem captada pelas câmeras da MRO: a sonda e seu pára-quedas já na superfície do planeta. Créditos: Nasa/JPL/Caltech/Univ. do Arizona.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy