Sexta-feira, 26 fev 2010 - 09h05

Façam suas apostas: teria Phoenix resistido ao inverno marciano?

Há pouco mais de 1 ano, no dia 3 de dezembro de 2008, a chegada do rigoroso inverno paralisou as atividades da sonda Phoenix em solo marciano. Devido ao frio e a pouca luz solar, os computadores de bordo desabilitaram todos os sistemas, mas se auto programou para despertar quando as adversidades passarem. E o momento chegou. Será que a Phoenix conseguirá, como na mitologia, ressurgir das cinzas, ou melhor, do frio marciano?

Sonda Phoenix na superfície de Marte

É exatamente isso que os cientistas do JPL, o Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, esperam. Mas sem muitas esperanças. A última comunicação da Phoenix com a Terra foi um breve sinal de rádio emitido em 3 de dezembro de 2008 e captado pela espaçonave Mars Odyssey, que orbita o Planeta Vermelho. Agora, a mesma nave está novamente com suas antenas apontadas para a Phoenix, à espera de um possível contato.

Na primeira tentativa de contato a Mars Odyssey realizou dez sobrevoos na região de pouso da Phoenix, mas até agora não recebeu nenhum sinal do explorador. De acordo com o JPL, a segunda campanha começa nesta sexta-feira (26/fev) e estão previstas mais cinquenta órbitas sobre a área. Outra campanha está prevista para durar entre 5 e 9 de abril.

Lançada em maio de 2008, a sonda operou perfeitamente durante cinco meses, quase 60 dias a mais que o esperado e durante esse período trouxe importantes contribuições científicas principalmente sobre o clima e ciclo da água no planeta vermelho.

Braço robótico da sonda Phoneix na Superfície de Marte
Clique para ampliar

Apesar da Phoenix não ter sido projetada para sobreviver ao intenso frio de Marte, é possível que o pequeno microcontrolador interno tenha sobrevivido e já tenha dado ordens para iniciar a recarga das baterias, mas não para acionar o sistema de comunicações. Atualmente, a região onde está o explorador já experimenta o Sol da primavera por 22 horas diárias, com intensidade semelhante à da semana do último contato.

No caso extremamente improvável de que a sonda tenha sobrevivido ao inverno e consiga armazenar energia em suas baterias, sua operação inicial seria limitada a ao envio de curtos e periódicos sinais de telemetria, que poderão ser captados pela sonda que orbita o planeta. Apesar de improvável, a Nasa tem um histórico bastante positivo de resistência e sobrevida dos seus exploradores e é isso que mantêm as esperanças dos engenheiros do JPL. Façam suas apostas.

Saiba mais sobre a Phoenix


Ilustrações: No topo, concepção artística mostra a configuração completa da sonda Phoenix em atividade no ártico marciano. Acima, imagem captada pela câmera estereográfica de alta resolução no dia 10 de junho de 2008 mostra o painel solar circular e o braço robótico da sonda. Ao fundo, a paisagem marciana lembra os desertos da Terra. Crédito: Nasa/JPL-Caltech/University of Arizona.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Dizer a verdade é tão difícil quanto ocultá-la" - Baltasar Gracin