Procure no Apolo11
Quinta-feira, 11 abr 2013 - 15h15
Por Rogério Leite

Forte explosão solar deve atingir a Terra neste sábado

Atualização - 20h46Às 19h15 BRT, magnetômetros a bordo do satélite ACE (Advanced Composition Explorer) registraram a passagem de partículas carregadas em direção à Terra.

Auroras no polo sul
Clique para ampliar

Alguns minutos depois foi a vez dos magnetômetros do satélite GOES registrarem as partículas na região dos satélites geoestacionários.

Auroras também estão sendo registradas pelas câmeras da estação japonesa de pesquisa no Polo Sul.

Continua após a publicidade



Atualização: 13 abril de 2013
Acompanhe o impacto das partículas carregadas vindas do Sol

O gráfico abaixo mostra as variações do fluxo magnético terrestre registrado pelo magnetômetro localizado na cidade de Gakona, no sudeste do Alasca. O instrumento é mantido pelo Instituto Geofísico da Universidade do Alasca e deverá apresentar desvios significativos no momento em que as partículas carregadas chegarem à Terra.

Os três traços representam as componentes ortogonais do campo magnético terrestre:

  • Componente H - traço preto: positivo sentido Norte
  • Componente D - traço vermelho: positivo sentido leste
  • Componente Z - traço azul: positivo sentido nadir

    As tempestades geomagnéticas são normalmente detectadas na forma de variações no fluxo do campo magnético terrestre, expressas em nanoteslas (nT). Devido à intensidade da explosão ocorrida no dia 11 de abril e também à orientação das partículas ejetadas, espera-se um desvio superior a 800 nanoteslas, capaz de desviar em até 2 graus as agulhas de bússolas localizadas no hemisfério norte.

    A tormenta geomagnética é esperada para este sábado no período da tarde.

    O gráfico é atualizado a cada meia hora.


    Artigo Inicial
    Forte explosão solar deve atingir a Terra neste sábado

    Uma grande explosão solar foi registrada na madrugada desta quinta-feira e ejetou ao espaço uma grande quantidade de massa coronal que deverá atingir a Terra neste sábado, com riscos de blecautes de radiocomunicação e falhas em redes de distribuição.

    Explosao solar 11 de abril de 2013
    Clique para ampliar

    A explosão solar ocorreu às 05h15 BRT (hora de Brasília) próxima à região da mancha solar 1719 e foi detectada inicialmente pelo satélite GOES-13 como um flare de magnitude M6.5 no espectro de raios-x.

    Imagens feitas pelo telescópio solar SOHO mostram que parte das partículas de alta energia (prótons) atingiu diretamente o CCD do telescópio instantes após o evento.

    Modelos de previsão de propagação indicam que as partículas ejetadas estão viajando a 3.6 milhões de km/h (cerca de 1000 km/s) e tocarão a alta-atmosfera da Terra na tarde do sábado.

    Com o choque, espera-se um aumento substancial da atividade geomagnética que poderá atingir o nível moderado G2 e elevar o nível KP para 6 ou 7.


    Consequências
    Com a chegada e impacto das partículas carregadas, sistemas de potência localizados nas altas latitudes poderão experimentar alarmes de variações de voltagem e até mesmo danos em transformadores caso a tormenta geomagnética se prolongue por muito tempo.

    Também são previstos blecautes de radiopropagação em altas frequências (HF) e possíveis formações de auroras polares próximas à latitude de 55 graus ao norte ou sul do equador.

    No espaço, o choque das partículas aumenta do arrasto nas camadas mais altas da atmosfera e influenciam diretamente na altitude dos satélites de órbita baixa, que poderão requerer manobras corretivas de orientação.

    Sistemas de orientação por satélites (GPS) ou radiolocalização também poderão experimentar falhas momentâneas.

    É muito importante lembrar que apesar de intensas, as explosões solares não causam riscos à saúde.


    Arte: No topo, imagem captada pelo telescópio solar SOHO mostra o momento da ejeção de massa coronal. Na sequência, vídeos mostram a animação do evento e a propagação das partículas em direção à Terra. Créditos: NOAA/SWPC, NASA/ESA/SOHO, Apolo11.com.

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.


    Terça-feira, 13 fev 2024 - 23h00


    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2024

    "O melhor mentiroso é aquele que que faz a menor quantidade de mentira percorrer o caminho mais longo" - Samuel Butler -