Quinta-feira, 11 abr 2013 - 15h15
Por Rogério Leite

Forte explosão solar deve atingir a Terra neste sábado

Atualização - 20h46Às 19h15 BRT, magnetômetros a bordo do satélite ACE (Advanced Composition Explorer) registraram a passagem de partículas carregadas em direção à Terra.

Auroras no polo sul
Clique para ampliar

Alguns minutos depois foi a vez dos magnetômetros do satélite GOES registrarem as partículas na região dos satélites geoestacionários.

Auroras também estão sendo registradas pelas câmeras da estação japonesa de pesquisa no Polo Sul.


Atualização: 13 abril de 2013
Acompanhe o impacto das partículas carregadas vindas do Sol

O gráfico abaixo mostra as variações do fluxo magnético terrestre registrado pelo magnetômetro localizado na cidade de Gakona, no sudeste do Alasca. O instrumento é mantido pelo Instituto Geofísico da Universidade do Alasca e deverá apresentar desvios significativos no momento em que as partículas carregadas chegarem à Terra.

Os três traços representam as componentes ortogonais do campo magnético terrestre:

  • Componente H - traço preto: positivo sentido Norte
  • Componente D - traço vermelho: positivo sentido leste
  • Componente Z - traço azul: positivo sentido nadir

    As tempestades geomagnéticas são normalmente detectadas na forma de variações no fluxo do campo magnético terrestre, expressas em nanoteslas (nT). Devido à intensidade da explosão ocorrida no dia 11 de abril e também à orientação das partículas ejetadas, espera-se um desvio superior a 800 nanoteslas, capaz de desviar em até 2 graus as agulhas de bússolas localizadas no hemisfério norte.

    A tormenta geomagnética é esperada para este sábado no período da tarde.

    O gráfico é atualizado a cada meia hora.


    Artigo Inicial
    Forte explosão solar deve atingir a Terra neste sábado

    Uma grande explosão solar foi registrada na madrugada desta quinta-feira e ejetou ao espaço uma grande quantidade de massa coronal que deverá atingir a Terra neste sábado, com riscos de blecautes de radiocomunicação e falhas em redes de distribuição.

    Explosao solar 11 de abril de 2013
    Clique para ampliar

    A explosão solar ocorreu às 05h15 BRT (hora de Brasília) próxima à região da mancha solar 1719 e foi detectada inicialmente pelo satélite GOES-13 como um flare de magnitude M6.5 no espectro de raios-x.

    Imagens feitas pelo telescópio solar SOHO mostram que parte das partículas de alta energia (prótons) atingiu diretamente o CCD do telescópio instantes após o evento.

    Modelos de previsão de propagação indicam que as partículas ejetadas estão viajando a 3.6 milhões de km/h (cerca de 1000 km/s) e tocarão a alta-atmosfera da Terra na tarde do sábado.

    Com o choque, espera-se um aumento substancial da atividade geomagnética que poderá atingir o nível moderado G2 e elevar o nível KP para 6 ou 7.


    Consequências
    Com a chegada e impacto das partículas carregadas, sistemas de potência localizados nas altas latitudes poderão experimentar alarmes de variações de voltagem e até mesmo danos em transformadores caso a tormenta geomagnética se prolongue por muito tempo.

    Também são previstos blecautes de radiopropagação em altas frequências (HF) e possíveis formações de auroras polares próximas à latitude de 55 graus ao norte ou sul do equador.

    No espaço, o choque das partículas aumenta do arrasto nas camadas mais altas da atmosfera e influenciam diretamente na altitude dos satélites de órbita baixa, que poderão requerer manobras corretivas de orientação.

    Sistemas de orientação por satélites (GPS) ou radiolocalização também poderão experimentar falhas momentâneas.

    É muito importante lembrar que apesar de intensas, as explosões solares não causam riscos à saúde.


    Arte: No topo, imagem captada pelo telescópio solar SOHO mostra o momento da ejeção de massa coronal. Na sequência, vídeos mostram a animação do evento e a propagação das partículas em direção à Terra. Créditos: NOAA/SWPC, NASA/ESA/SOHO, Apolo11.com.

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "A crueldade é um dos prazeres mais antigos da espécie humana" - Nietzsche