Terça-feira, 9 set 2014 - 18h21
Por Rogério Leite

Forte explosão solar pode atingir a Terra nas próximas horas

Uma forte explosão solar registrada nesta terça-feira poderá atingir a Terra nos próximos horas e mudar a data da reentrada do lixo espacial COSMOS 1400, prevista para o final de semana. As partículas estão se aproximando a 1000 km/s.


O intenso flare foi detectado nas primeiras horas de terça-feira no comprimento de onda dos raios-x e teve como causa uma súbita erupção acima da Região Ativa AR2158. A explosão produziu uma forte ejeção de massa coronal,CME, com velocidade superior a 1000 km/s.

Como essa região está geoefetiva, ou seja, apontada para a Terra, a consequência é que parte dessas partículas altamente carregadas poderão atingir a alta atmosfera entre o dia 11 e 12 de setembro, elevando substancialmente o índice KP entre o nível 6 e 7.

Instabilidades ionosféricas dessa magnitude podem provocar variação de tensão em redes elétricas de transmissão, principalmente em localidades situadas em latitudes elevadas e caso sejam prolongadas podem danificar transformadores em subestações.

Outra consequência é a possível necessidade de reorientações na órbita de satélites, uma vez que o arrasto da atmosfera pode interferir no cálculo orbital.

mancha solar AR2158
Clique para ampliar

A ocorrência de auroras boreais é praticamente certa caso as partículas de alta energia atinjam a Terra, com chances de serem observadas auroras também em latitudes baixas, ao redor de 55º.


Lixo Espacial
Caso atinja a Terra, o choque com a atmosfera deve ter impacto significativo na previsão da reentrada do satélite espião Cosmos 1400, prevista para ocorrer no final de semana.

Este satélite foi empregado na época da Guerra Fria pela então União Soviética e desativado em 1982. Desde então o Cosmos 1400 vem perdendo altura e está prestes a atingir o nível crítico, quando sua última órbita não poderá mais ser completada.

O objeto pesa 2.5 toneladas e está sendo monitorado constantemente pelo Satview.org, que rastreia todas as possíveis reentradas de lixo espacial.

Acompanhe no Satview


Artes: No topo, vídeo mostra o momento da explosão solar acima da região ativa AR2158 e a modelagem representando a chegada das partículas na Terra. Acima, foto do satélite SDO com destaque para a região ativa AR2158. Créditos: SOHO,NASA,ESA, Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax