Quarta-feira, 17 mai 2006 - 10h06

Gigantesco brilho solar é captado por astrônomo americano

Equipado com um telescópio especialmente preparado para observação solar, o astrônomo amador Jack Newton, de British Columbia, fez esta magnífica imagem do astro-rei. Na foto, captada no dia ontem, onde podemos ver uma gigantesca proeminência que parece emergir da borda do astro.

Observe a pequena abertura na parte inferior do clarão. Parece pequeno, mas esse pequeno espaço poderia facilmente abrigar todo nosso planeta e ainda sobraria lugar.

Esta proeminência se parece muito com fogo, mas não é. Esse padrão de brilho é causado pelas forçasmagnéticas que interagem com gigantescas nuvens de hidrogênio acima do limbo solar.

Esse padrão de brilho ainda podeser observado durante o dia de hoje através de telescópios especiais, mas se preferir,através de imagens atualizadas, disponíveis em nosso portal.

Clique aqui e veja imagens atuais !


Leia Também:

  • Meio Ambiente
  • MudançasClimáticas
  • EnergiasAlternativas
  • Invenções eDescobertas
  • Arqueologia
  • Curiosidades
  • Terremotos on-line
  • Terremotos
  • Aventuras
  • O Brasil no espaço
  • Ônibus Espacial Discovery
  • Matérias sobre a ISS
  • Rastreie a ISS
  • Conheça os planetas
  • Sobre o telescópio Hubble
  • Tecnologia e exploração espacial
  • Brasil no Espaco
  • Sonda Stardust
  • Exploração Plutão
  • Exploração a Saturno
  • Exploração a Marte
  • Exploraçãoa Júpiter
  • Notícias em Destaque

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron