Quinta-feira, 20 nov 2008 - 10h08

Há 10 anos começava a construção da Estação espacial Internacional

O dia 20 de novembro de 1998 marca permanentemente a história da exploração espacial. Os primeiros raios de Sol ainda não haviam surgido quando um poderoso foguete do tipo Proton se ergueu sobre o distante deserto do Cazaquistão, na Ásia Central. A missão não poderia ser mais importante: preso ao topo do foguete de 53 metros estava o módulo Zarya, o primeiro componente da atual Estação Espacial Internacional, ISS.

Zarya

Algumas semanas após, em dezembro de 2008, o ônibus espacial Endeavour era lançado, levando ao espaço o segundo componente da Estação, o módulo de conexão Unity. Construídos em lados opostos na Terra, Zarya e Unity se uniram pela primeira vez, dando início à contínua expansão da Estação Espacial.

O lançamento do módulo russo, de apenas 12.5 metros, deu início a um dos maiores projetos de engenharia espacial já realizado pelo Homem, dotado de sofisticação e complexidade sem precedentes. Sua construção seria impossível sem a união de diversos países e instituições, que não pouparam esforços na realização do projeto.

Lançamento Módulo Zarya
Números
Passados dez anos, o tamanho da ISS não pára de crescer e sua massa atinge atualmente mais de 310 mil quilos, com um volume interno superior a 700 metros quadrados. Foram realizados vinte e nove vôos com propósito de ampliação do complexo, vinte e sete deles norte-americanos e dois russos.

Centro e sessenta e sete pessoas, representando 14 países, já visitaram a ISS e mais de 19 mil refeições já foram servidas a bordo, desde que a primeira expedição permanente foi instalada no ano 2000. Com auxílio de 114 caminhadas espaciais a estrutura externa já atinge 88 metros de comprimento e os painéis solares se expandem a 2675 metros quadrados, o equivalente a seis quadras de basquete.

"Este é o maior projeto de cooperação tecnológica internacional, jamais realizado antes em termos de duração, custos e quantidade de países envolvidos", disse John Logsdon, diretor do Museu Nacional Espacial em Washington.

Objetivo
O objetivo principal da ISS é facilitar a pesquisa científica e a exploração espacial e sua construção deverá ser finalizada em 2010.
Mais de 100 mil pessoas participam do projeto somente nos EUA e o custo total da Estação está estimado em 100 bilhões de dólares.

"Precisamos acumular experiência em vôos espaciais de longa duração e seu impacto fisiológico. A melhor maneira de fazer isso é na estação", acrescentou o pesquisador. Além de permitir aos cientistas testar tecnologias para viver no isolamento (como, por exemplo, o desafio técnico de reciclar urina para obter água potável), a estação espacial tem como um dos seus objetivos estudar as interações sociais entre os astronautas, que convivem em um espaço limitado durante diversos meses.

Parceiros
Os principais parceiros na construção da ISS são os EUA, que financiam a maior parte do projeto, Rússia, Canadá e Japão. Participam também os 11 membros da Agência Espacial Européia: Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Itália, Holanda, Noruega, Espanha, Suíça, Suécia e Reino Unido.


Fotos: No topo, módulo espacial Zarya, fotografado em dezembro de 1998 pela tripulação STS-88 da Endeavour. Na seqüência, lançamento do Módulo Zarya a partir do deserto do Cazaquistão, em 20 de novembro de 1998. Crédito: Nasa.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy