Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Quarta-feira, 16 jan 2008 - 09h37
Por

INPE: aumento dos raios em SP está associado a poluição

Um levantamento feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) em São José dos Campos, no interior de São Paulo, identificou uma relação direta entre a poluição na capital paulista e a ocorrência de raios durante os temporais frequentes no verão. A pesquisa concluiu que a poluição é responsável por um aumento de até 15% na incidência de raios.

Pesquisadores do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), ligado ao Inpe, constatou que durante os finais de semana, quando há uma redução da poluição na capital, existe uma queda na ocorrência de raios.

Foi realizada uma análise histórica das tempestades ocorridas em São Paulo nos últimos seis anos e obtido dados de poluição junto a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb). O estudo confirmou o impacto da poluição sobre a atividade de raios em grandes centros urbanos.

"A atividade humana está influenciando, de alguma maneira, o maior ou menor número de raios", disse o coordenador do Elat, Osmar Pinto Júnior. "Um estudo semelhante já foi realizado por pesquisadores da USP e foi obtido o mesmo resultado, só que através de números diferentes", acrescenta o coordenador.

Agora o Inpe, pretende colher outros dados e verificar outras cidades do Brasil, além de analisar vários tipos de poluição.

Nos anos de 2005 e 2006, a capital paulista, foi considerada a 21ª cidade do Brasil e a 10ª do Estado de São Paulo, com o maior número de ocorrências de raios. A campeã foi São Caetano do Sul, também em São Paulo. O Brasil registra anualmente cerca de 50 milhões de raios, dos quais 2 milhões ocorrem no Estado de São Paulo. O próximo ranking de raios deverá ser divulgado em 2009.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quando se procura muito o jeito de se fazer temer, sempre se encontra primeiro o de se fazer odiar" - Motesquieu