Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Quarta-feira, 12 jun 2019 - 09h24
Por Maria Clara Machado

ISS passará a receber astronautas turistas e projetos comerciais

Você está pronto para ir ao espaço?! A NASA anunciou que a partir de 2020 vai permitir que turistas visitem a Estação Espacial Internacional a um custo de U$ 35.000 por noite. A abertura da ISS também acontecerá a projetos comerciais.

Terra vista a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Crédito: NASA
Terra vista a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Crédito: NASA

“Serão duas pequenas missões privadas por ano, sendo de turismo ou de empreendimentos comerciais”, afirmou Robyn Gatens, vice-diretora da ISS.

As viagens poderão durar 30 dias saindo de naves espaciais dos Estados Unidos. Para tanto, duas empresas, a SpaceX, de Elon Musk e a Boeing, no processo de construção da Starliner, já estão contratadas pela Agência Espacial norte-americana para a realização das viagens.

Os astronautas privados vão precisar não apenas de bons recursos financeiros, mas também atender requisitos médicos e passar por treinos específicos para voos espaciais.

Mais de 50 empresas já estão conduzindo pesquisas e desenvolvimentos comerciais na estação espacial através do Laboratório Nacional da ISS. É um esforço para que futuramente tanto a NASA quanto os astronautas privados conduzam novas atividades comerciais a bordo do laboratório em órbita.

Segundo a NASA, por mais de 18 anos, astronautas viveram e trabalharam a bordo da Estação Espacial Internacional, conduzindo milhares de experimentos em áreas como pesquisa humana, biologia e ciências físicas, bem como o desenvolvimento de tecnologia avançada. Muitas dessas experiências, conduzidas pelo Laboratório Nacional da ISS, têm sido de pesquisa e desenvolvimento com objetivos comerciais.

A NASA ressalta ainda que novas oportunidades são necessárias para ir além e a Estação desempenhará um papel essencial na capacitação de chances para novos mercados comerciais, importantes para a construção de um ecossistema sustentável na órbita baixa da Terra.

A novidade acontece no momento em que a Agência Espacial norte-americana concentra todos os esforços no objetivo de levar a primeira mulher e o próximo homem à Lua até 2024.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A aventura pode ser louca; mas o aventureiro, para levá-la a cabo, há de ser muito equilibrado" - Chesterton