Terça-feira, 27 jan 2009 - 07h50

Indício de metano em Marte pode comprovar vida no planeta

Cientistas da agência espacial americana (Nasa) estão ansiosos para a próxima missão em Marte.

A descoberta de que várias regiões são ricas em gás metano aumenta as chances reais da existência de microorganismos habitarem o planeta.

O metano em Marte foi detectado por telescópios no Havaí, que decifram a composição química de substâncias através da luz que elas emitem. A Nasa não descarta que microorganismos no solo marciano estejam emitindo o metano.

Na Terra, o metano é fabricado na maioria das vezes por organismos. O gás pode ser emitido na digestão de nutrientes, ou em outros processos, como a oxidação de ferro.

A missão Mars Science Laboratory (MSL) é ambiciosa e chegará ao destino em 2012. A sonda é um equipado laboratório do tamanho de um carro de golfe com o custo de US$ 2 bilhões.

Entre os pesquisadores e colaboradores da próxima missão está um brasileiro, o engenheiro Ramon de Paula, de 55 anos.

"O MSL poderá dar mais pistas sobre a origem do metano. Inicialmente ele não iria para a região onde o gás foi encontrado, mas quem sabe faz sentido enviá-lo para lá?", questiona o engenheiro.

O desafio será ainda maior: a Nasa quer com a missão MSL determinar se há ou houve vida no planeta e verificar as chances da exploração humana.

Arte: Imagem mostra os níveis de concentração de metano na atmosfera marciana. De acordo com os pesquisadores a média estimada é de aproximadamente 500 gramas por segundo ou 43 toneladas por dia. Crédito: NASA's Goddard Space Flight Center/Apolo11.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron