Sexta-feira, 25 abr 2008 - 09h11

Julio Verne é acionado e corrige altitude da Estação Espacial

Orbitando a Terra a uma altitude de aproximadamente 340 quilômetros, a Estação Espacial Internacional, ISS, completa uma volta ao redor do nosso planeta a cada 90 minutos e a cada revolução efetuada perde alguns metros em sua altitude nominal. Durante um dia são quase 16 voltas e ao final de cada dia a ISS perde mais altitude.

Diversos são os fatores que fazem com que um satélite em baixa altitude perca altura e o mais importante deles é conhecido como arrasto, fenômeno causado pelo atrito da nave com as partículas de ar ainda existentes nesta região do espaço. Dia após dia este atrito freia o satélite em sua órbita e faz com que sua velocidade caia. Perdendo velocidade o satélite também perde altura e se nada for feito, fatalmente re-entrará na atmosfera e se consumirá em chamas nas altas camadas da atmosfera.


Re-boost
Para compensar a perda de altitude causada pelo arrasto, os engenheiros espaciais que controlam a ISS efetuam regularmente um processo de alta precisão conhecido como re-boost (ou re-impulso), que consiste em acionar poderosos foguetes acoplados à Estação Espacial com objetivo de elevá-la alguns quilômetros acima. Para isso os controladores utilizam diversos tipos de propulsores, desde os poderosos foguetes dos cargueiros espaciais russos Progress até os motores principais dos ônibus espaciais ou da própria ISS.

No entanto, nesta madrugada, a tripulação da ISS parece ter sentido um solavanco ligeiramente diferente do habitual. É que pela primeira vez a Estação Espacial estava sendo propelida com os potentes foguetes do cargueiro europeu Julio Verne, que utilizou dois de seus quatro propulsores para elevar em 4.5 quilômetros a estrutura orbital de 280 toneladas.

Os foguetes europeus foram disparados exatamente às 01h22 pelo horário de Brasília e segundo o centro de controle da missão, localizado em Toulouse, França, proporcionaram ao conjunto uma velocidade de deslocamento de 2.65 metros por segundo durante 740 segundos.

A operação foi comemorada com bastante entusiasmo pelos cientistas da agência espacial européia, ESA, que demonstraram a capacidade do cargueiro de efetuar a operação. "A demonstração de hoje foi um sucesso e mostra que nosso veículo também tem essa capacidade vital. Até hoje somente o cargueiro Progress tinha essa alta potência de re-boost. O ATV Julio Verne é único, pois sua capacidade de combustível disponível permite diversas manobras", disse o diretor paras as missões ATV. Alberto Novelli.

ATV é a sigla para Automated Veicular Transfer, uma série de cargueiros espaciais a qual pertence Julio Verne.

A manobra de re-boost ocorreu três semanas depois do acoplamento do cargueiro à ISS, ocorrido no dia 3 de abril de 2008. Na ocasião Julio Verne levou à ISS um total de 1150 quilos de carga, entre as quais alimentos, cobertores equipamentos e suprimentos adicionais de água, oxigênio e combustível. Desde o momento do acoplamento Julio Verne permanece anexado à ISS através do módulo russo Zvezda.


Ônibus Discovery
O re-boost ocorrido nesta sexta-feira posiciona a ISS para a chegada da missão STS-124 do ônibus espacial Discovery, que deverá levar ao complexo espacial a segunda seção do laboratório japonês Kibo. O lançamento da Discovery está previsto para ocorrer no dia 31 de maio de 2008 e as próximas operações de re-boost utilizando a Julio Verne deverão ocorrer em 12 de junho, 8 de julho e 6 de agosto.


Final da Missão
O cargueiro europeu deverá se desacoplar da Estação Espacial em agosto e durante o tempo em que permaneceu anexado foi carregado com mais de 6.5 toneladas de material que não são mais requeridos pela tripulação. Depois de se separar da ISS, Julio Verne será guiado até o ponto de re-entrada na atmosfera onde será completamente consumido sobre o oceano Pacífico.

Arte: Concepção artísitca mostra a operação de re-boost da Estação Espacial Internacional, feita pelo cargueiro europeu Julio Verne. Clique aqui e veja a animação (22 mbytes) Créditos: ESA.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe