Terça-feira, 17 jul 2007 - 10h07

Maior telescópio do mundo entra em operação nas Ilhas Canárias

Para detectar a tênue luz dos mais distantes objetos do Universo, entrou em operação na última sexta-feira aquele que os astrônomos consideram o maior telescópio em infravermelho já construído: o Gran Telescópio Canárias.

Situado em um dos melhores locais do mundo para observação do céu, a ilha La Palma no arquipélago das Canárias, o telescópio será operado e mantido pelo Observatório de Los Muchachos, pertencente ao IAC, Instituto de Astrofísica das Canárias.

O arquipélago das Ilhas Canárias é uma possessão espanhola e situa-se na costa noroeste da África, a oeste do Marrocos.

O telescópio deveria começar a operar apenas em 2008, mas devido ao avançado cronograma decidiu-se que os testes deveriam ser iniciados o mais breve possível.

Não é a toa que o telescópio Canárias é o maior de todos. Seu espelho principal tem um diâmetro de 10.4 metros, deixando para trás os telescópios gêmeos Keck de 10 metros, em operação na ilha de Mauna Kea, no Havaí. Outros telescópios também disputavam o título, entre eles o instrumento SALT, na África do Sul e o norte americano Hobby Eberly. Esses últimos, apesar de terem espelhos maiores, só permitem que 9.2 metros de diâmetro sejam usados.

De acordo com astrônomos do IAC, o novo instrumento permitirá capturar até mesmo a luz inicial do nascimento de novas estrelas, além de permitir o estudo profundo das características dos buracos negros e decodificar os componentes químicos gerados desde a época do Big Bang, a teoria que afirma que o Universo foi criado há 13 bilhões de anos a partir de uma grande explosão cósmica.

O projeto do Gran Telescópio Canárias é ambicioso e já consumiu o equivalente a 140 milhões de dólares e movimentou mais de 1000 pessoas, entre técnicos e cientistas. A maior parte do gasto está sendo custeado pelo governo espanhol, mas o experimento também recebe colaborações do Instituto de Astronomia da Universidade do México e também da Universidade da Flórida. Juntos, desembolsaram a quantia de 20 milhões de dólares.

Outro objetivo do Gran Telescópio Canárias é o de buscar por novos planetas similares à Terra em galáxias distantes e para "afinar" mais os resultados das observações os cientistas do IAC levaram ainda oito meses para aferir os instrumentos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron