Quinta-feira, 29 ago 2013 - 10h16
Por Rogério Leite

Marte: Curiosity registra lua Phobos eclipsando o disco solar

Ninguém, até agora, observou um eclipse solar em Marte, mas com ajuda das câmeras do jipe-robô Curiosity dá para ter uma pequena ideia de como é esse espetáculo celeste. O evento registrado foi muito rápido e só cobriu a parte central do Sol, mas permitiu contemplar como é um eclipse visto do Planeta Vermelho.

Eclipse solar em Marte

As cenas foram obtidas no dia 17 de agosto de 2013 pelo instrumento óptico MastCam no topo do jipe-robô Curiosity e retrata em três frames a passagem da lua Phobos na frente do disco solar. O evento ocorreu próximo ao meio dia local, de modo que a câmera precisou ser apontada quase na direção vertical.

Diferente dos eclipses aqui na Terra onde o disco lunar pode encobrir totalmente o Sol, em Marte as coisas são um pouco diferentes. Lá, o tamanho angular de Phobos é bem menor que o do Sol, o que impede que o disco estelar fique totalmente encoberto pela passagem da lua marciana. Neste caso, o eclipse "total" do Sol por Phobos se assemelha a um eclipse do tipo anular, quando o Sol toma a forma de anel ou arco luminoso.

Além disso, devido à distância e velocidade orbital de Phobos, o eclipse registrado não é tão longo como na Terra. Nesta sequência, os frames foram obtidos com apenas três segundos de intervalo entre cada um.

Lua Phobos
Clique para ampliar

Phobos
Phobos é a maior e mais próxima das duas luas marcianas. Orbita o planeta a apenas 5980 km de altitude e completa cada volta em 07h39m. Assim, Phobos nasce três vezes por dia no horizonte.

É um mundo bastante irregular, com 26 km de diâmetro e devido à baixa altitude orbital despenca sobre Marte cerca 2 metros por século. Neste ritmo, em 50 milhões de anos as forças gravitacionais romperão o satélite produzindo um anel de rochas e poeira em volta do planeta. Mas até lá, muitos eclipses ainda virão.



Arte: Animação de três frames registrados pelo jipe-robô Curiosity mostram a lua Phobos cruzando o disco solar. Na sequência, Phobos visto pela Sonda de Reconhecimento Marciano MRO. A cena mostra uma das faces do satélite, marcada pela presença indisfarçável da grande cratera Stickney, de 9 km de diâmetro. Créditos: Nasa/JPL, Apolo11.com

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax