Quarta-feira, 20 ago 2014 - 11h11
Por Rogério Leite

Marte se aproxima da Terra e ficará maior que a Lua cheia. Será?

Todos os anos circula pela internet um boato afirmando que no dia 27 de agosto o Planeta Vermelho vai se aproximar tanto da Terra que seu tamanho será comparável ao da Lua Cheia. Será que isso é verdade ou não passa de mais uma pegadinha de internet?

Naturalmente, isso não é verdade.

Há bilhões de anos, Marte e Terra giram ao redor do Sol. Marte em uma orbita ligeiramente mais achatada e a Terra em uma trajetória praticamente circular. A cada 26 meses os dois planetas se aproximam um pouco mais um do outro, sendo que as distâncias envolvidas não são constantes.

Durante os momentos da máxima aproximação, as distâncias entre Marte e Terra podem ficar realmente pequenas, da ordem de até 70 milhões de quilômetros.

Ninguém sabe exatamente como essa história começou, mas o fato é que sempre que o dia 27 de agosto se aproxima, o mesmo boato da aproximação máxima se repete, dando conta que a distância entre os dois planetas será de apenas 54 milhões de quilômetros.

A maior aproximação entre Marte e Terra ocorreu em 27 de agosto de 2003, quando a distância mínima entre os dois planetas foi de apenas 56 milhões de km, a maior aproximação desde o Homem de Neandertal, há 60 mil anos. Uma aproximação como essa só ocorrerá novamente em 2287!

Mesmo durante a aproximação de 2003, Marte não passou de uma mini bolinha quando comparada ao tamanho da Lua.

Carta Celeste Marte 27 de agosto de 2014
Clique para ampliar

Como será o céu?
Agora que você já sabe que Marte não ficará nunca do tamanho da Lua cheia, relaxe. O céu reserva diversas atrações verdadeiras.

No dia 27 de agosto de 2014, quarta-feira, Marte estará visível, alto no céu, a partir do momento em que o Sol se pôr. Como mostra a carta celeste das 21 horas desse dia, o Planeta Vermelho estará super bem acompanhado de Saturno no quadrante oeste e vê-los tão próximos renderá boas fotos.

Acima da dupla, a gigantesca estrela Antares presente no centro da constelação do Escorpião, domina o cenário. Olhando em direção ao sul o Cruzeiro é a grande vedete e será facilmente localizado logo abaixo das duas estrelas mais brilhantes da constelação do Centauro.

Um espetáculo verdadeiro, de encher os olhos. E sem Lua Cheia!



No topo, gráfico compara os tamanhos aparentes de Marte e da Lua cheia. Acima, carta celeste retrata o céu do quadrante oeste em 27 de agosto de 2014 as 21 horas. Créditos: Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Existem velas que iluminam tudo, menos o próprio candelabro" - Hebbel