Sexta-feira, 17 ago 2007 - 09h20

Marte se aproxima e vai ficar do tamanho da Lua cheia

Circula na internet um e-mail informando que no dia 27 de agosto o planeta Marte vai se aproximar tanto da Terra que seu tamanho aparente será semelhante ao da Lua cheia. De acordo com o e-mail, nos últimos 60 mil anos, o planeta vermelho nunca se aproximou tanto da Terra.

É importante informar que isso não irá acontecer e que a notícia não passa de um boato, que todos os anos ressurge nesta mesma época.

O e-mail tem origem no ano de 2003, quando no dia 27 de agosto a distância entre a Terra e Marte chegou a apenas 55.7 milhões de quilômetros, realmente a menor distância nos últimos 60 mil anos.

As maiores aproximações entre os dois planetas são registradas quando a oposição de Marte ocorre ao mesmo tempo em que o planeta vermelho está em seu periélio. Essa coincidência orbital ocorre sempre próxima ao dia 27 de agosto, mas somente a cada 79 anos. As últimas ocorreram no ano de 1924 e de 2003. A próxima só em 2082.

Para quem não sabe, oposição de Marte é o alinhamento formado entre o planeta, a Terra e o Sol e periélio é a menor distância de um planeta em relação ao Sol.

Esse ano não acontecerá essa coincidência, já que a oposição de Marte se dará no dia 24 de dezembro, e a distância mínima no dia 18 de dezembro. Se durante a oposição de agosto de 2003 a distância entre os dois planetas foi de 55.7 milhões de quilômetros, em 18 de dezembro será muito maior, passando de 88 milhões de quilômetros.

Também não faz sentido as dimensões aparentes de Marte, citadas no boato. Na aproximação de 2003 o diâmetro estimado do planeta era de 25 segundos de arco. Este ano não deve superar 16 segundos. Para se ter uma idéia do que isso significa, basta dizer que a Lua têm um diâmetro aparente de 30 minutos de arco, ou seja, 1800 segundos. Para que Marte seja visto do tamanho da Lua cheia vai ser necessário um telescópio com pelo menos 100 vezes de aumento.

O fato de Marte não ficar do impossível tamanho da Lua cheia, não diminui a beleza de se observar e estudar o planeta. Em dezembro, a magnitude visual deverá atingir -1.5, o que tornará o planeta bastante brilhante. Em 2003, a magnitude chegou a -3, quase 4 vezes mais intenso. Com o uso de telescópios maiores de 130 milímetros de abertura, já será possível visualizar detalhes da superfície, além das calotas polares e das tempestades de areia.

É isso aí. Pegue seu telescópio, binóculo ou luneta e prepare-se para ver Marte. Não vai ficar do tamanho da Lua cheia, mas cá entre nós, isso não tem a menor importância!

Leia também:
De olho no céu. Marte está se aproximando da Terra!

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax