Domingo, 9 out 2005 - 11h03

Mortes por terremoto no sul da Ásia se aproximam de 20 mil

O terremoto, cujo epicentro foi localizado na parte da Caxemira administrada pelo Paquistão, registrou 7,6 graus na escala Richter e destruiu vilas inteiras.

Segundo o ministro do Interior do Paquistão, Aftab Sherpao, o número de feridos já passa de 43 mil

As autoridades dizem que os números devem ser ainda maiores. “É uma situação tão horrenda que ninguém consegue imaginar. Os números de mortos e feridos aumentam hora a hora”, disse Sherpao.

Equipes de resgate ainda procuravam sobreviventes em meio aos escombros em várias cidades e vilarejos atingidos pelo tremor.

O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, pediu ajuda à comunidade internacional para os trabalhos de resgate.

Segundo Musharraf, grandes helicópteros de carga, “o quanto maiores melhor”, são necessários para atingir áreas remotas atingidas. Ele também pediu barracas, cobertores e remédios para os sobreviventes.

O tremor, cujo epicentro foi 80 km a nordeste da capital paquistanesa, Islamabad, também foi sentido em partes da Índia e do Afeganistão.


Isolamento
O terremoto provocou, segundo as autoridades, deslizamentos de terra e bloqueios de estrada, além do corte do fornecimento de energia elétrica e das linhas telefônicas.

Helicópteros foram enviados para a região para auxiliar nos trabalhos de resgate.

Um correspondente da BBC Brasil que andou 12 quilômetros para chegar à capital da Caxemira paquistanesa, Muzaffarabad, disse que a maioria das construções na cidade foram destruídas ou seriamente danificadas.

Segundo ele, a maioria da população passou a última noite desabrigada, ao ar livre, aguardando socorro.

Um hospital foi destruído e o outro hospital da cidade lutava para atender a demanda, com muitos pacientes aguardando atendimento nos corredores.

O estádio de críquete da cidade foi transformado em abrigo para os desabrigados. Muitos feridos em estado grave aguardavam para serem transferidos de helicóptero para Islamabad.


Ajuda
Vários países ofereceram ajuda, e a ONU está enviando uma equipe para coordenar os trabalhos de resgate e ajuda humanitária.

Diversos países enviaram equipes médicas e de resgate para o Paquistão, incluindo a Grã-Bretanha, os EUA, a China, o Japão e a Turquia. A Rússia e a Malásia disseram estar preparadas para enviar equipes.

Suprimentos como barracas, cobertores e purificadores de água também foram enviados.

Muitos países também prometeram ajuda econômica, mas nenhum deles até agora se comprometeu com mais de meio milhão de dólares.

No sábado a União Européia disse estar preparada para liberar ajuda financeira assim que as agências de auxílio que trabalham nos resgates solicitassem.


Tremores secundários
O correspondente da BBC em Islamabad Zaffar Abbas disse que tremores secundários continuavam sendo sentidos muito após o terremoto inicial.

Os edifícios da cidade tremeram por volta de um minuto, segundo os moradores. “Podemos dizer que foi um dos tremores mais fortes já sentidos em Islamabad”, disse Mohammad Hanif, do Departamento Meteorológico do Paquistão.

O terremoto foi registrado às 8h50 do sábado (0h50 em Brasília) pelo Centro de Observação Geológica dos EUA.

As regiões mais afetadas foram a Província da Fronteira Norte-Oeste (NWFP), no Paquistão, e a Caxemira, território administrado pelo Paquistão e pela Índia.

A Caxemira ainda é disputada pelo Paquistão e pela Índia, sendo que cada país controla uma parte da região.


Leia também:

  • Terremotos on-line
  • Escala Richter
  • Terremotos no Japão
  • Terremotos na Califórnia
  • Terremotos no Chile
  • Tudo sobre o tsunami na Indonésia
  • Terremotos no Brasil
  • Terremotos na Turquia
  • Terremotos no Irã
  • Terremotos no Equador e Alaska
  • Pequenos tsunamis no Japão
  • 10 anos do terremoto de Kobe, Japão
  • Tempos de Propagação e Zona de Sombra
  • Terremotos mais destrutivos

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe