Segunda-feira, 1 ago 2005 - 06h36

NASA admite falha grave mas acredita na volta da Discovey

A Nasa reconheceu neste domingo que falhou nos testes de segurança do vôo do Discovery, mas está confiante na volta da nave e dos tripulantes à Terra. "Os testes de segurança prévios ao vôo não foram bem realizados", reconheceu o chefe da Nasa, Michael Griffin. "Antes do lançamento, nossa opinião era de que tudo estava bem. Mas nos equivocamos". Ele disse que foi "sorte" o material desprendido do tanque externo do Discovery ter caído em uma trajetória que não provocou danos maiores.

O diretor de vôos da Nasa Paul Hill informou neste domingo que um dos dois tripulantes que sairão aos espaço nos próximos dias -o japonês Soichi Noguchi ou o americano Stephen Robinson- deve tentar reparar as placas isolantes danificadas.

O comandante do Discovery, Eileen Collins, manifestou, neste domingo, sua surpresa com o desprendimento do material isolante do ônibus. "Estamos simplesmente surpresos com o que aconteceu... realmente não esperávamos", afirmou.

Os astronautas deram entrevista à rede de televisão Fox neste domingo, direto do Discovery, que está acoplado à ISS a mais de 320 quilômetros da Terra. "Não vou dizer que podemos seguir voando desta forma, pois sabemos que há algo que necessita ser consertado", disse Collins.

Ela afirmou que a Nasa tomou a decisão correta com o lançamento do Discovery para a 114ª missão ao espaço do programa dos ônibus espaciais. "Acredito que o programa dos ônibus espaciais tomou a melhor decisão com a informação que tinha disponível, mas estamos aprendendo", disse.

Consultado sobre o potencial dano, o tripulante Charlie Camarda disse que havia analisado o ônibus através de seqüências de imagens e inspeções a laser durante os últimos dois dias. "Pelo que vimos parece que há pouquíssimos danos, apenas alguns indícios. Pode ter havido pequenos impactos, que estamos analisando cuidadosamente". Segundo ele, tudo indica que o veículo parece estar em ordem. "Estamos bem para regressar para casa".


Passeio Espacial
Está programado para esta segunda-feira uma atividade extraveicular (EVA), com o passeio espacial dos astronautas Steve Robinson e Soichi Noguchi (foto). De acordo com informações da NASA-TV, os astronautas deverão trocar um dos giroscópios defeituosos da Estação Espacial Internacional.


Assista ao vivo !
Acompanhe diariamente o vôo da Discovery através do Apolo11.Basta acessar https://www.apolo11.com/nasatv.php !


Rastreie a Estação !
Se você não possui um programa de rastreio, o Apolo11.com ajuda você a localizar a estação no espaço e até mesmo saber quando ela vai passar pertinho da sua casa ! É só acessar https://www.apolo11.com/track_iss.php?menu=spacetech


Elementos Orbitais
No momento, a nave Discovery permanece acoplada à Estação Espacial Internacional - ISS/Zarya - e os elementos orbitais para que os interessados possam rastrar a estação sãoos mesmos, como mostrados abaixo:

ISS (ZARYA)
1 25544U 98067A 05212.35307071 -.0011520200000-0 -87752-3 0 363
2 2554451.645034.7383 0002233 187.7353 242.5992 15.71786999382632

SOYUZ-TMA 6
1 28640U 05013A 05211.39966015.0001230900000-096323-4 0 978
2 2864051.646739.6174 0002527 177.2272 254.2833 15.72065970 16551

PROGRESS-M 53
1 28700U 05021A 05211.39966015.0001230900000-096323-4 0 480
2 2870051.646739.6174 0002527 177.2272 254.2833 15.720659706849

STS 114
1 28775U 05026A 05209.35527779.0000975500000-077563-4 0 183
2 2877551.644850.0810 0002874 163.8680 209.9861 15.71986789 282

Se você possui receptor de VHF as emissões podem ser captadas na frequencia de 145.800 Khz, FM.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Ler é entrar num continente que já foi percorrido por uma quantidade de pessoas antes, mas que continua virgem, de uma certa maneira" - José Saramago