Terça-feira, 14 set 2010 - 09h32

Nasa confirma objetos de baixo impacto na atmosfera de Júpiter

Astrônomos amadores conseguiram captar, utilizando pela primeira vez telescópios com base na Terra, dois objetos relativamente pequenos queimando e iluminando a atmosfera do planeta Júpiter . São imagens de objetos de baixo impacto, confirmadas pela agência espacial americana (Nasa).

Impacto de pequeno objeto na atmosfera de Júpiter
Clique para ampliar

As duas bolas de fogo, provavelmente de um cometa pequeno ou um asteroide, foram observadas diretamente do quintal dos astrônomos nos dias 3 de junho e 20 de agosto. Anthony Wesley estava visitando um amigo na Austrália e foi o primeiro astrônomo amador a realizar a observação. Wesley já havia descoberto no ano passado uma mancha escura em Júpiter que os cientistas não tinham detectado. A segunda observação foi feita pelo japonês Masayuki Tachikawa.

De acordo com especialistas, o objeto captado no dia 3 de junho tinha entre 8 e 13 metros de diâmetro, comparável a um asteroide, como o 2010 RF12 que passou perto da Terra na última quarta-feira (8).

O astrônomo amador Anthony Wesley colocou uma câmera de vídeo digital para registrar imagens de seu telescópio em cerca de 60 quadros por segundo. Wesley estava assistindo o vídeo ao vivo na tela do computador quando viu um flash que iluminou gradualmente e em seguida desapareceu. Ouvir


“Júpiter é como um aspirador de pó com grande gravidade. Está claro que objetos relativamente pequenos, restos da formação do sistema solar há 4,5 bilhões de anos ainda batem no planeta com frequência. Os cientistas querem descobrir qual é essa frequencia”, declarou o astrônomo Glenn Orton, do Laboratório de Propulsão a Jato, JPL, da Nasa.

Orton, que recebeu imediatamente uma mensagem de Wesley sobre a observação do objeto no dia 3 de junho, ressalta a importância das observações feitas por astrônomos amadores ao redor do mundo. São informações que seriam impossíveis de conseguir apenas com os telescópios de grande porte.

Cientistas calcularam que o impacto do dia 3 de junho em Júpiter liberou cerca de 300 a 1000 milhões de quilowatts-hora de energia. Apesar de colisões desse porte nunca terem sido detectadas em Júpiter, alguns modelos já previam este tipo de impacto.


Fotos: No topo, imagem mostra um ponto branco sobre Júpiter indicando um cometa pequeno ou um asteroide queimando no momento da entrada na atmosfera do planeta. O vídeo foi feito pelo astrônomo amador Anthony Wesley que colocou uma câmera digital para registrar imagens de seu telescópio em cerca de 60 quadros por segundo. Wesley estava assistindo o vídeo ao vivo na tela do computador quando viu um flash seguido de uma longa luz perto do limbo do planeta. Créditos: Anthony Wesley e Masayuki Tachikawa.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe