Sexta-feira, 6 fev 2009 - 09h34

Nasa divulga vestígios de estrelas engolidas por buraco negro

A agência espacial norte-americana, Nasa, divulgou nesta quinta-feira uma imagem que retrata a poderosa intensidade do campo gravitacional de um buraco negro supermassivo. A cena retrata uma extensa faixa de poeira e gás deixada pela estrelas que foram capturadas pelo buraco negro.

A imagem é o resultado da composição de dados obtidos pelo telescópio espacial Chandra de raios-x e pelo telescópio terrestre APEX, localizado no Chile, focados na galáxia lenticular NGC 5128, ou Centaurus A, distante 15 milhões de anos-luz da Terra.

A impressionante imagem mostra uma gigantesca esteira de raios-x, vista no lado superior esquerdo, que se expande por nada menos que 13 mil anos-luz desde o centro do buraco negro. Estimativas indicam que o brilhante material de poeira estelar se propaga no espaço com velocidade próxima de 150 mil quilômetros por segundo, equivalente a metade da velocidade da luz.

Na foto, as cenas de cor azul foram captadas pelo telescópio Chandra e mostram o a região vista no comprimento de onda dos raios-x, enquanto as cenas de cor laranja foram registradas no espectro visível e infravermelho pelo telescópio APEX.


NGC 5128 Centaurus A
Centaurus A tem um tamanho estimado em 15 milhões de anos-luz de diâmetro e vista da Terra apresenta magnitude visual de 7.0, observável até mesmo com instrumentos de pequena potência.

O objeto é classificado oficialmente como uma "galáxia lenticular", uma galáxia com uma espécie de protuberância na região central e cercada por um disco estelar liso. Foi descoberta em 29 de Abril de 1826 por James Dunlop, mas apenas em 1952 os astrônomos confirmaram que Centaurus A era uma galáxia.

A galáxia recebeu o nome "Centaurus A" porque foi a primeira fonte de emissão de ondas de rádio descoberta na constelação nos anos de 1950 e é a "rádio-galáxia" mais próxima da Terra.

Observações feitas com radiotelescópios e telescópios infravermelhos indicam que há quinhentos milhões de anos NGC 5128 engoliu uma galáxia do tipo espiral e as emissões no espectro de radiofrequência são os efeitos desta colisão.


Foto: A extensa faixa de poeira e gás deixada pela estrelas que foram capturadas pelo buraco negro é claramente visível nesta foto. Crédito: NASA/ESO.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Os homens deveriam fazer com suas esperanças o que fazem com suas galinhas: cortar suas asas para que não possam fugir voando" - Lorde Halifax