Terça-feira, 24 fev 2009 - 11h17

Nasa e Esa vão explorar juntas as luas de Júpiter

Um projeto ambicioso vai unir duas grandes agências espaciais, a americana e a européia, e pretende enviar sondas para o sistema de Júpiter e suas duas luas, Europa e Ganimedes.

"Esse esforço conjunto é um desafio maravilhoso e será um dos marcos da ciência interplanetária do século 21", disse David Southwood, diretor de exploração científica e robótica da ESA.

Cientistas acreditam que a lua Europa pode ter abrigado vida. Sob sua superfície gelada existiria um oceano submarino.

"Uma missão à lua gelada de Júpiter, Europa, nos levaria a um dos habitats mais prováveis no Sistema Solar, exceto a Terra", falou Louis Friedman, diretor da The Planetary Society, ONG dedicada à astronomia.

A ideia é enviar duas sondas: a americana (JEO) e a europeia (JGO) para a exploração de objetos e ângulos diferentes de um mesmo objeto.

A sonda americana se aproximará da lua Europa e a sonda europeia irá se concentrar na lua de Ganimedes, a maior de Júpiter. Ambas poderão operar por meses, apesar do grande índice de radioatividade existente em Júpiter.

As sondas deverão encerrar suas missões caindo sobre suas respectivas luas.

A nova missão é bilionária e dividir os custos é o mais razoável, embora ainda corra o risco de ser cancelada ou adiada por falta de verbas.

A Nasa e a Esa já estiveram juntas na bem-sucedida missão Cassini-Huygens enviada ao sistema de Saturno.

Foto: Lua jupiteriana Europa, um dos alvos da expedição conjunta Nasa e ESA. Crédito: Nasa.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron