Terça-feira, 04 jan 2005 - 07h15

Número de mortos aumenta e abalos não são registrados na região

04 Jan 2005, 07h15 - O número de mortos nas cidades afetadas pelo terremoto do dia 26 parece que não tem fim. Somente na Indonésia, o país mais atingido, o número de vítimas chega a 94 mil. Segundo as Naçoes Unidas, o número total passa de 160 mil.

Ontem, um acidente com uma avião de carga, que levava medicamentos para a cidade de Banda Aceh, derrapou na improvisada pista da cidade, após sofreu uma pane na roda esquerda do trem de pouso. Esse incidente suspendeu as operações de ajuda naquela cidade por 8 horas.

São gigantescos os esforços das equipes de resgate, que ainda por cima sofrem com as chuvas que caem em vários locais atingidos. O maior problema enfrentado pelas vítimas da tragédia e a falta de água potável, que por maior que tenham sido as doações, ainda é insignificante diante das necessidades da população. No domingo, a atriz Sandra Bullock, comovida com o drama dos desabrigados fez uma doações de 1 milhão de dólares. O cheque foi entregue à Cruz Vermelha Internacional.


Tremores de terra
Os tremores de terra que sacurdiram diversas regiões próximas às áreas atingidas, parecem ter dado uma trégua no dia de ontem. Nove dias após o terremoto do dia 26, foi o primeiro dia que não houve registro de sismos na região. Após o poderoso sismo de 9.0 graus, que devastou a costa de mais de 12 paíse no oceano índico, mais de noventa abalos ocorreram naquela região. Diversos deles provocaram falsos alarmes de tsunamis, trazendo pânico à população.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Ler é entrar num continente que já foi percorrido por uma quantidade de pessoas antes, mas que continua virgem, de uma certa maneira" - José Saramago