Sábado, 8 out 2005 - 13h18

Número de mortos no Paquistão já passa de 850

O número de mortos causado pelo terremoto de 7.6 graus Richter, ocorrido no Paquistão, não pára de crescer.

De acordo com fontes locais, o número de mortos já ultrapassa 850 e deve aumentar ainda mais conforme o trabalho de remoção continua.

De acordo com o USGS, Instituto de Pesquisas Geológicas dos EUA, o tremor ocorreu às 06h50 local (00h50 Hora de Brasília) a uma profundidade de apenas 10 km, sob as coordenadas 34.43N e 73.54E, ou aproximadamente a 95 km a norte-noroeste da capital Islamabad, de 524 mil habitantes.

O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf chegou à tarde à região atingida (foto) e expressou seu profundo sentimento às famílias das vítimas da tragédia.


Tectônica de placas
O terremoto de 7.6 graus Richter ocorrido neste sábado a 100 km a leste de Islamad no Paquistão é a consequencia direta da gigantesca pressão natural da placa indiana contra a placa eurasiana.

Conforme se move em sentido norte, a placa da índia é subduzida, ou seja, empurrada por baixo da placa eurasiana, que tende a subir. A junção onde isso ocorre é conhecida como "zona de subducção".

Deslocando-se a 40 mm/ano, a placa indiana força constantemente as bordas da placa eurasiana, que ao subir, cria, naquela região, as mais altas montanhas da Terra, que incluem as cordilheiras do Himalaia, do Karakoram e do Hindo Kush.

Essa pressão ocorre há milhões de anos, o que faz com que a altura daquelas montanhas, incluido o Everest,seja constantemente modificada.


Sismograma detectado em Kiev
A imagem abaixo mostra como um sismógrafo, instalado em Kiev, na Ucrânia, detectou o terremoto próximo à Islamabad. Observe que as linhas se tornam muito confusas.


Tempo de propagação
A primeira das ondas sísmicas que são detectadas durante um terremoto são as ondas-P, também conhecidas como ondas primárias. Estas ondas são muito velozes e chegam à superfície muito rapidamente, podendo se propagar através dos sólidos e dos líquidos. As ondas-S, por serem mais lentas que as ondas-P, chegam à superfície momentos depois.

O gráfico acima mostra quanto tempo as ondas P levaram para alcançar diversos pontos da Terra, Considerandos-e um tempo de propagação de 4500 metros por segundo.

A linha escura, mais grossa, indica a distância entre o epicentro e a região conhecida como zona de sombra , geralmente entre 103 e 140 graus. Dentro deste range as ondas-P não são se propagam e não podem ser detectadas.


Leia também:

  • Terremotos on-line
  • Escala Richter
  • Terremotos no Japão
  • Terremotos na Califórnia
  • Terremotos no Chile
  • Tudo sobre o tsunami na Indonésia
  • Terremotos no Brasil
  • Terremotos na Turquia
  • Terremotos no Irã
  • Terremotos no Equador e Alaska
  • Pequenos tsunamis no Japão
  • 10 anos do terremoto de Kobe, Japão
  • Tempos de Propagação e Zona de Sombra
  • Terremotos mais destrutivos

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron