Quarta-feira, 16 ago 2006 - 06h35

Número de planetas do sistema solar pode subir de nove para doze

Continua em discussão em Praga, na República Checa, a Conferência da UniãoAstronômica Internacional-IAU.

A Conferência, realizada em Praga, capital da República Tcheca, continua adebater a classificação dos planetas do sistema solar. Uma das propostas,que ganha força, é que a que aumenta de dos atuais nove, para doze o númerode planetas que orbitam o Sol.

Plutão, que estava ameaçado de rebaixamento poderá manter seu status, com adiferença que Caronte, sua maior lua, também seria elevada à condição deplaneta, formando um sistema duplo junto com Plutão.

O asteróide Ceres e o objeto "2003 UB313", conhecido como Xena, tambémpassariam a ser chamados de planetas.

Se essa proposta for aceita pela comunidade internacional, a lista dosplanetas que orbitam nosso Sol passaria a ser, em ordem de distância:Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Ceres, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno,Plutão-Caronte e 2003 UB313, que apesar de ser batizado de Xena, ainda nãotem um nome oficial. No século 19 Ceres já havia sido considerado umplaneta, mas foi rebaixado.

A proposta, que ainda pode ser mudada, será apresentada oficialmente hoje(quarta-feira) para mais de 2500 astrônomos de 75 países, reunidos naconferência.

A proposta também cria uma nova categoria de planetas, os "Plútons", queseriam os objetos semelhantes a Plutão, que orbitam em uma região do espaçoconhecido como Cinturão de Kuiper. Além da órbita de Netuno(transnetunianos), os objetos dessa região são em geral detritos espaciais comoasteróides e planetóides, além de cometas. Se a proposta for aceita, Plutão,Caronte e Xena seriam os primeiros "plútons".

Se aprovadas, as novas resoluções deverão forçar a revisão de todos oslivros, enciclopédias e conceitos do sistema solar.

É interessante notar que mesmo que a lista totalize 12 planetas, poderá nãopermanecer assim por muito tempo, já que a IAU tem uma lista com mais de umadezenas de objetos que poderão vir a ser classificados como planetas. Paraisso falta apenas conclusões mais precisas sobre suas órbitas, tamanhos ecentros de gravidade.

A proposta apresentada se baseia em outra, que define mais precisamente o que é um planeta, que seria: qualquer objeto redondo que tenha mais de 800 km de diâmetro, que gire em torno do Sol e que sua massa seja de pleo menos 1/12.000 avos da terrestre. A noaa Lua qualifica, já que seu centro de movimento se localiza abaixo da superfície terrestre. Caronte, por sua vez, gira em torno de um centro localizado no espaço e não no subsolo de Pultão.


Plútons e outros asteróides
A definição para os "plútons", segundo as propostas apresentadas, seriam a dos objetos que têm as características mínimas para se enquadrarem na definição de planeta, mas que se diferenciam por se localizar a grandes distâncias do Sol e portanto precisarem de mais tempo para completar sua órbita. Por se localizarem além da órbita de Saturno, são também conhecidos por objetos transnetunianos.

Um planeta da classe dos plútons também seriam caracterizados por sua órbita inclinada em relação à órbita clássica dos planetas , e também bastante alongadas. De acordo com astrônomos, essas características juntas sugerem que os plútons têm uma origem distinta da dos demais planetas.

Ceres, por ser localizar no cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter, não seria um plúton. Outros objetos também localizados no cinturão de asteróides estão na lista de observação. Dessa forma Vesta, Palas eHigéia, poderão também serem promovidos a planeta.

O asteróide Ceres foi o primeiro asteróide descoberto, em janeiro de 1801.

Saiba mais sobre plutão.Clique aqui !
Saiba mais sobre Xena Clique aqui !
Conheça o sistema solar !

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe