Sexta-feira, 22 jun 2007 - 09h40

Ônibus espacial Atlantis deve tentar novo pouso hoje

Atlantis pousa com sucesso na Califórnia Atualizado às 16h52 - O ônibus espacial Atlantis pousou às 16h49 na pista da base aérea de Edwards, na Califórnia, após 14 dias no espaço. O evento ocorreu na segunda tentativa do dia e marca o final da missão STS-117. Todas as operações foram transmitidas ao vivo pela NASA-TV e retransmitidas aqui pelo Apolo11.com.


Após dois adiamentos devido ao mau tempo, a nave Atlantis deve pousar nesta tarde na pista de Cabo Kennedy na Flórida. Se o tempo não colaborar, o local deve ser transferido para a Califórnia.

Após as duas oportunidades de pouso de ontem terem sido descartadas devido ao mau tempo, os astronautas da nave Atlantis terão hoje outras cinco tentativas para aterrisar o ônibus espacial na pista de Cabo Kennedy, na Flórida. Da mesma forma que ontem, todas as atenções estão voltadas para as condições do tempo na região do pouso, que agora também inclui a base aérea de Edwards, na Califórnia.

A primeira tentativa de pouso será às 15h18, pelo horário de Brasília. Se esta tentativa for confirmada, o processo de-orbital terá início na órbita 218, às 14h12. Se não for possível, o processo ocorrerá na órbita 219, o que permitirá que a nave possa pousar tanto na Califórnia, às 16h49 ou na Flórida, seis minutos depois, às 16h55.

A segunda tentativa de pouso na Califórnia só é possível na revolução 220. Neste caso o processo de-orbital terá início às 17h18 com o pouso previsto às 18h23. A última tentativa de aterrisar a nave será durante a órbita 221, com o processo de frenagem iniciando às 18h56 com o pouso ocorrendo às 19h59.

A previsão do tempo indica possibilidades de tempestades próximas ao cabo Kennedy, na Flórida e para complicar também estão previstos ventos de forte intensidade na região da pista californiana.

Os controladores de vôo não descartam novo adiamento para sábado, esperando uma melhoria no tempo na Flórida. Um pouso na Califórnia tem custos muito maiores, já que o ônibus espacial precisa ser levado de volta ao Centro Espacial Kennedy para novo lançamento. Nessa operação a Atlantis seria transportada de avião a um custo de mais de 1 milhão de dólares.


Missão e Recorde
A bordo da Atlantis estão os membros da missão STS-117, que retornam à Terra após mais uma etapa da construção da Estação Espacial Internacional, ISS. Ali os astronautas instalaram outro seguimento de viga, S3/S4 e montaram mais um painel solar para ampliação da capacidade de geração elétrica no complexo. No total foram realizados quatro passeios ou atividades extraveiculares, EVA. Durante o terceiro passeio a equipe realizou reparos externos na manta de proteção térmica que reveste a nave.

A Atlantis também levou à ISS seu mais novo membro, o engenheiro de vôo Clayton Anderson, que substituiu sua colega Sunnita Williams, no espaço desde dezembro de 2006. Sunnita, ou Sunny, como é carinhosamente conhecida, estabeleceu o recorde feminino de permanência no espaço, superando sua compatriota Shannon Lucid. Sunny já está a 194 dias em órbita da Terra e de dentro da ISS participou da maratona internacional de Boston, correndo sobre uma esteira.


A reentrada
O processo de saída de órbita é chamado de processo de-orbital e é realizado pelos computadores de bordo dos ônibus espaciais. Esta operação posicionará a Atlantis de costas e acionará os retro-foguetes de modo a diminuir a velocidade da nave.

Perdendo velocidade, a Atlantis tende a perder altitude, aumentando o atrito sobre as altas da camada da atmosfera. Esse processo é conhecido como "reentrada", e é um dos momentos mais críticos de toda a missão, somente comparável em risco aos 8 minutos iniciais do lançamento.

Durante a reentrada, a temperatura do corpo da espaçonave atinge mais de 1500 graus Celsius e é isolada por milhares de pequenas placas de cerâmica e silica, que revestem a parte inferior do ônibus espacial. O nariz e bordos de ataque da nave são protegidos de forma mais cuidadosa, já que produzem maior atrito e consequentemente mais calor. Cada placa de cerâmica é única e numerada e não pode ser substituída por outra que não seja sua réplica.

A elevada temperatura causada pelo atrito aquece os gases ao redor da espaçonave e os incandesce. Essa incandescência é conhecida como plasma e ocorre devido à ionização das partículas dos gases. Essa ionização bloqueia a propagação das ondas de rádio e impede a transmissão de dados e as comunicações de voz entre a nave e o centro de controle da missão.

Fotos:Duas cenas mostram o Centro de Controle da Missão, MCC, no Centro Espacial Johnson, no Texas. O display central mostra o rastreio da Estação Espacial Internacional, ISS, do ônibus espacial e da cobertura dos satélites que permitem a comunicação com as naves.

Muito mais sobre o Ônibus Espacial

  • Apolochannel - Veja a cobertura ao vivo pela NASA TV
  • Atlantis desacopla da ISS e prepara retorno à Terra
  • Atlantis acopla com sucesso na Estação Espacial Internacional
  • Após lançamento, Atlantis segue rumo à Estação Espacial
  • Com transmissão ao vivo, Atlantis parte hoje rumo à ISS
  • Conheça um pouco mais a missão STS-117 e seus tripulantes
  • Conheça a seqüência de lançamento dos ônibus espaciais
  • Vídeo da Nasa mostra momento de separação dos foguetes da Discovery
  • Rastreie agora a Estação Espacial Internacional ISS
  • Veja a ISS no céu com seus próprios olhos !

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "Existem velas que iluminam tudo, menos o próprio candelabro" - Hebbel