Quinta-feira, 19 jun 2008 - 10h16

Pela primeira vez Estação Espacial é reabastecida por cargueiro europeu

Todos os que acompanharam na tarde de ontem as transmissões da Nasa-TV, retransmitida pelo Apolochannel, puderam presenciar um marco histórico e de grande importância para a Agência Espacial Européia, ESA. É que pela primeira vez, desde que se iniciou sua construção, a Estação Espacial Internacional foi re-abastecida por um veículo totalmente ocidental, o cargueiro europeu ATV Julio Verne, acoplado à Estação desde março de 2008.

A operação levou menos de 30 minutos para ser completada e de uma só vez foram transferidos 811 quilos de material propelente ao complexo orbital. Segundo a agência européia, a Estação Espacial, ISS, foi re-abastecida com 280 quilos do combustível russo UDMH (Unsymmetrical dimethylhydrazine) e 530 quilos de N2O4 (tetróxido de nitrogênio), fonte de oxigênio para a ignição no vácuo do espaço. Todo o combustível foi injetado nos tanques de fabricação russa, acoplados à ISS.

Devido às características tóxicas e altamente explosivas da hidrazina, a transferência precisou ser feita através de dutos especiais localizados do lado de fora das estruturas pressurizadas da ISS e da Julio Verne. A seqüência de transferência ocorreu de forma automática e foi comandado pelo Centro de Controle de Moscou, na Rússia e acompanhado pelo Centro de Controle ATV, localizado em Toulouse, na França.

A tripulação da ISS não teve nenhuma participação no re-abastecimento e estava ocupada nos preparativos da caminhada espacial programada para o início de julho.

"Ficamos impressionados com a performance da Julio Verne, que completou essa delicada operação sem nenhuma vibração ou solavanco", disse Massimo Cislaghi, engenheiro-chefe de suporte da Esa. "Também queremos dar os parabéns a todos os especialistas russos, que comandaram a operação com brilhantismo", completou.

O alto nível de automação permitiu que apenas 20 pessoas fossem diretamente necessárias no Centro de Controle de Moscou. Além dos russos, mais 30 pessoas presentes no Centro de Controle de Toulouse participaram do monitoramento das funções críticas do cargueiro. O final do re-abastecimento foi marcado por muitas palmas e confraternizações em ambos os centros.


Capacidade
Apesar do cargueiro Júlio Verne ter três vezes mais capacidade de carga que seu concorrente russo Progress, as capacidades de re-abastecimento de ambas as naves são idênticas, com carga máxima de combustível de 850 quilos. O motivo é que ambos os veículos usam os mesmos tanques e a mesma interface de acoplamento à ISS.


Reboost
Durante a operação de re-abastecimento o combustível é transferido ao módulo de serviço russo Zvezda, o único elemento da Estação Espacial que possui um sistema de propulsão que permite o reboost da ISS. Reboost é a operação que eleva em alguns quilômetros a altitude da ISS, que diariamente perde altura devido ao atrito com a alta atmosfera. Até a entrada em operação do cargueiro europeu, o re-abastecimento do módulo era feito unicamente pelo cargueiro russo Progress.

Fotos: No topo, concepção artística mostra a o cargueiro europeu Julio Verne acoplado à Estação Espacial Internacional. Na seqüência vemos dois técnicos carregando os tanques de hidrazina antes do lançamento do cargueiro na Guiana Francesa. Acima podemos comparar o tamanho do Julio Verne com a nave Progress e com o módulo Apollo, que levou o Homem à Lua. Créditos: Nasa/ESA/ATV Control Center.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe