Quarta-feira, 10 dez 2008 - 08h31

Prepare-se: Na sexta-feira a Lua estará muito, muito maior!

Alguns podem até dizer que a Lua cheia é sempre igual. Em parte isso é verdade, mas a Lua cheia da próxima sexta-feira, 12 de dezembro, terá algo de especial. Ela se parecerá bem maior que o de costume e apesar de não ser possível ver a marca da bota que Neil Armstrong deixou lá em 1969, o espetáculo é único e vale a pena dar uma olhada.


Clique aqui e veja uma foto comparativa do tamanho da Lua, enviada pelo internauta Flaf, no dia 25 de outubro de 2007

O motivo da Lua aparentar ser maior na sexta-feira não é nenhuma ilusão de ótica, mas a distância do astro, que estará pelo menos 50 mil quilômetros mais perto de nós.

A Lua não gira ao redor da Terra em um círculo perfeito e sim em uma elipse achatada fazendo com que fique ora mais is perto, ora mais longe da Terra. Na sexta-feira a Lua estará no ponto mais próximo, chamado perigeu, resultando em um disco 14% maior e 30% mais brilhante do que o observado no início de 2008, quando nosso satélite estava em seu apogeu, o ponto mais distante da órbita.


Pegada de Armstrong
Mas não se iluda. Mesmo com a Lua 14% maior e usando binóculos e telescópios, não é possível ver a "pegada" que Neil Armstrong deixou na Lua. Nem mesmo o telescópio Hubble consegue esse feito. Na média, a Lua se localiza a 384 mil quilômetros de nós e a essa distância o menor objeto que o Hubble consegue distinguir precisa ter pelo menos 60 metros de diâmetro. A menor peça deixada na Lua tem 9 metros, portanto menor que um simples pixel na imagem do poderoso telescópio.


Marés
Durante a maior aproximação lunar são observadas as conhecidas marés de perigeu. Em alguns lugares da Terra a gravidade lunar durante esse momento "puxa" as águas do oceano alguns centímetros a mais que o normal. Amplificadas pela geografia local, o efeito pode produzir elevações oceânicas que em alguns casos chegam a 15 centímetros que provocam algumas instabilidades, mas nada que possa causar transtornos. Não é preciso se preocupar e sair correndo!

Apogeo e perigeo da Lua


Olhando a Lua
Voltando à Lua Cheia, o melhor momento de se observar o fenômeno é quando ela estiver próxima ao horizonte, onde diversos pontos podem servir de referência. Por razões ainda não perfeitamente compreendidas e explicadas por astrônomos ou psicólogos, a Lua ou Sol quando vistos durante o nascimento e rodeados de árvores e prédios parecem maiores que o normal. Assim, por que não aproveitar essa ilusão e amplificar ainda mais o tamanho do disco, produzindo uma super Lua cheia?


Nesta Sexta
Nesta sexta-feira a Lua estará nascendo no horizonte leste entre 20h30 e 21h00. Um binóculo será um companheiro e tanto, mas sem eles o espetáculo não será menos interessante. Clique a Lua com sua máquina e anote os parâmetros usados. Depois repita a foto quando a Lua estiver no apogeu e estude as diferenças. Tire suas conclusões e depois envie pra gente!


Artes: No topo, mosaico feito pelo astrônomo grego Anthony Ayiomamitis, onde compara o tamanho da Lua durante o perigeu e o apogeu. Acima, diagrama mostra a órbita da Lua ao redor da Terra. Crédito: Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy