Sexta-feira, 11 dez 2009 - 09h06

Rússia confirma que falha em foguete provocou meteoro na Noruega

O comando militar da Rússia confirmou que o estranho fenômeno ótico visto no céu da Noruega na última terça-feira foi de fato causado por uma falha de lançamento de um míssil balístico intercontinental Bulava. Segundo o Ministério da Defesa russo, o míssil foi lançado a partir do Mar Branco, através do submarino nuclear "Dmitri Donskoi", que se encontrava submerso.

"Nas duas primeiras etapas do lançamento o foguete funcionou corretamente, mas na terceira fase ocorreu uma falha técnica", afirmou o comunicado divulgado pelo ministério russo.

De acordo com dados da agência de notícias Interfax, desde que começaram os testes com esse tipo de foguete a Rússia já efetuou onze disparos e seis deles fracassaram. Tecnicamente chamado R30 3M30 Bulava-30, o míssil é a versão marítima do míssil balístico intercontinental terrestre Topol, capaz de carregar até dez ogivas nucleares e atingir alvos a mais de 8 mil quilômetros de distância.


O Fenômeno
O espetacular fenômeno foi presenciado por milhares de pessoas na região norte da Noruega e imediatamente suscitou uma série de teorias sobre a causa, desde o impacto de asteroides e auroras boreais até uma possível tentativa de contato de seres extraterrestres.

O estranho objeto surgiu na última terça-feira de trás de montanhas no norte da Noruega e deixou atônitos os moradores de diversas cidades. O fenômeno iniciou como uma luz azulada e em seguida parou acima do horizonte e começou a girar até formar uma gigantesca espiral que cobriu todo o céu. Em seguida, um feixe de luz verde-azulado saiu de dentro do objeto e assim permaneceu durante 20 minutos até desaparecer.

Inicialmente, alguns analistas consideraram que a estranha luz poderia ter sido causada por uma tempestade geomagnética induzindo a formação de auroras boreais, mas essa hipótese foi rapidamente descartada já que não havia previsão de tempestades solares, além de que os noruegueses são bastante familiarizados com esse tipo de fenômeno.


Míssil
As suspeitas sobre a possibilidade de ter sido um míssil russo começaram a ganhar força depois que uma mensagem do tipo Navtex foi emitida para a região do Mar Branco e foram reforçadas por fotografias feitas durante o fenômeno. Segundo o analista de defesa Pavel Felgenhauer, as cenas vistas sobre a Noruega eram compatíveis com uma falha nesse tipo de míssil.

Segundo Alexander Konovalov, chefe do Instituto de Avaliação Estratégica, localizado em Moscou, os russos terão muito trabalho para fazer esse míssil funcionar. "Isso é muito preocupante, com consequências bastante negativas sobre as forças nucleares russas", disse Konovalov.

"Algumas vezes esse fenômeno pode ser visto quando um míssil falha na alta atmosfera, mas dessa vez a única consequência foi um belo espetáculo pirotécnico sobre a Noruega", finalizou o analista Felgenhauer.

Leia também: Vídeos: Meteoro na Noruega pode ter sido provocado por míssil russo


Foto: Uma das inúmeras fotos feitas durante o evento sobre o norte da Noruega. A espiral foi registrada através de alguns segundos de exposição e mostra com detalhes o trajeto feito pelo estágio propulsor do foguete do russo. Acima, vídeo explicativo mostra com o fenômeno aconteceu. Crédito: jaunted.com/Youtube/Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe