Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Terça-feira, 14 nov 2006 - 08h07
Por

Satélite Soho mostra planetas e dá show de imagens no espaço

No dia 29 de setembro mostramos a você o planeta Vênus, no momento que começava sua jornada à frente das lentes do coronógrafo do satélite Soho.

Desta vez o satélite da agência espacial européia dá um novo show de imagens.

Enquanto Vênus, a 255 milhões de quilômetros continua sua jornada da direita para a esquerda, o gigante Júpiter, a quase 1 bilhão de quilômetros, e que a poucos dias entrou no campo de visão do instrumento, se desloca em sentido oposto.

Marte, a 381 milhões de quilômetros, está quase terminando sua passagem a frente das lentes e pode ser visto no canto direito, próximo à estrela dupla Zubenelgenubi, da constelação de Libra, distante 77 anos-luz da Terra.

A intensa magnitude apresentada pelos planetas causa a saturação do CCD, um pequeno chip montado atrás da lente do coronógrafo, responsável pela captação da luz do Sol. Essa saturação causa reflexos diretos nos pixels adjacentes do CCD, criando o efeito luminoso de riscos saindo do planeta.

Entre os dias 15 e 16, Júpiter e Vênus deverão se aproximar ao máximo do ponto de vista do satélite europeu, criando um belo espetáculo de alinhamento, que você poderá acompanhar aqui no Apolo11.

Clique aqui e acompanhe as últimas imagens transmitidas pelo Soho.


O Coronógrafo
De forma bem simplificada, um coronógrafo é um instumento utilizado para estudar a coroa solar. Consiste de um anteparo colocado à frente da lente que observa o Sol, a fim de desviar sua luz intensa, possibilitando observar a luz da coroa, mais fraca e espacialmente separada da luz da fotosfera solar.


SOHO
O satélite Soho O satélite SOHO (Solar and Heliospheric Observatory - Observatório Solar e Heliosférico) mantém o Sol sob constante observação e fica situado a uma distância de 1.5 milhão de quilômetros de distância da Terra, em uma órbita do tipo halo. Nesta distância, a atrações gravitacionais do Sol e da Terra se igualam e se anulam, mantendo o satélite em posição fixa com relação ao Sol.

A imagem mostrada é conhecida como Lasco C3 , um coronógrafo com campo de visada larga que engloba 32 diâmetros do sol. Em outras palavras, abrange 45 milhões de quilômetros desde o centro da estrela. Esta é a metade da distância da órbita de Mercurio.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Nada é pequeno demais para uma criatura tão pequena quanto o homem" - Samuel Johnson