Quarta-feira, 26 set 2007 - 10h16

Satélite acorrentado é lançado com sucesso no espaço !

Estudantes europeus juntamente com a Agência Espacial Européia realizaram com sucesso nesta terça-feira, a separação do satélite amarrado Yes2 do corpo principal do satélite-pai Foton-M3. Após desenrolar por 8.5 km, um comando de terra rompeu a corrente que unia os dois satélites. Em seguida o compartimento de carga da Yes2 se abriu, lançando de volta à Terra a cápsula Fotino, repleta de dados de experimentos.

Essa é a primeira vez que uma missão demonstra a possibilidade de se usar uma corrente para fazer retornar pequenas cargas à Terra sem o uso de complexos sistemas de foguetes e controles de atitude (orientação).

A cápsula Fotino deveria ser liberada somente após a corrente ter sido desenrolada por 30 km, mas a velocidade de desenrolamento foi menor do que a prevista, obrigando os engenheiros a romperem o elo após 8.5 km.

"Estamos muito orgulhosos do trabalho dos estudantes, mesmo que a corrente não tenha sido totalmente desenrolada", disse Roger Walker, coordenador do projeto Yes2, e diretor educacional da ESA. "O trabalho foi duro durante cinco anos, mas foi recompensado depois dessa grande demonstração de sucesso", completou.

A órbita do Fotino está sendo calculada para que possa ser previsto onde e quando a cápsula retornará à Terra. O projeto original prevê que a reentrada ocorra sobre o Atlântico sul, com o pára-quedas da Fotino se abrindo sobre o Cazaquistão.

A Yes2, sigla para "Satélites de Jovens Engenheiros" é uma das cargas levadas a bordo da missão orbital européia Foton-M3. A nave, juntamente com o satélite Yes2, foi colocada no espaço através de um foguete Soyuz, lançado da base Baikonour, no Cazaquistão, no dia 14 de setembro. O conjunto experimental Yes2 foi instalado no topo do conjunto de baterias do Foton-M3.


Molas e correntes
A Yes2 foi liberada do corpo principal do Foton-M3 a 270 quilômetros de altitude, impulsionada fortemente por um conjunto de molas. O impulso gerou a força necessária para arremessar o satélite e desenrolar a corrente de 30 quilômetros.

Na extremidade da corrente uma espécie de "gaiola" mantinha a cápsula Fotino presa. Com auxílio da gravidade a cápsula iniciou o movimento pendular, balançando para frente e para trás. No momento em que a cápsula atingiu o ângulo adequado, os engenheiros cortaram as amarras e liberaram a Fotino, que iniciou sua jornada de volta à Terra.

Segundo os cientistas da ESA a corrente ainda pode ser vista sem auxílio de instrumentos depois do pôr-do-sol, no extremo sul da América do Sul e no leste da Rússia. Apesar de longa, a corrente tem apenas meio milímetro de comprimento.


Recuperação
Após a cápsula reentrar na atmosfera, um sistema de pára-quedas deverá entrar em ação, suavizando a descida. Para evitar que seja consumida em chamas durante a re-entrada, a Fotino é dotada de um escudo térmico, também desenvolvido pelos estudantes europeus.

A idéia por trás da Fotino é permitir que os cientistas possam enviar experimentos ao espaço e mantê-los ali pelo tempo que acharem necessário, para posteriormente poderem recuperá-los de maneira fácil e com custo reduzido.

Gráficos: As imagens mostram três momentos da missão. No topo, vemos o satélite Yes2 preso ao corpo principal do foguete Foton-M3. repare na extremidade do Yes2 a cápsula Fotino. Na segunda imagem vemos o Yes2 já separado do Foton-M3, mas ainda preso à corrente. Por último vemos o momento da separação da cápsula Fotino do corpo do Yes2, nesse momento já "desacorrentado" do satélite Foton-M3. Créditos: ESA.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Se os outros desistem da aposta todas as vezes que em que você tem uma boa mão, é porque está escondendo o jogo" - Curtis Jonhson