Quarta-feira, 18 mar 2009 - 10h46

Telescópio Hubble registra trânsito lunar em Saturno

Recentemente o Apolo11 mostrou as 10 mais belas imagens já registradas pelo telescópio Espacial Hubble. Naturalmente essa lista poderia ser ampliada facilmente, já que as imagens captadas pelo telescópio são de tirar o fôlego até mesmo dos mais leigos. E não é que o telescópio surpreendeu novamente?

A nova foto faz parte de uma sequência de capturas e mostra o gigantesco planeta Saturno com quatro de suas luas passando bem à frente do disco gasoso, formando uma maravilhosa composição celeste. À esquerda da imagem vemos as frias Enceladus e Dione, com suas sombras projetadas sobre a alta atmosfera saturniana. Ao centro vemos a grande Titã e à direita Mimas.

A cena mostrada constitui um raro trânsito planetário e acontece somente quando a inclinação dos anéis faz com que sua borda fique praticamente apontada para a Terra, permitindo a observação das luas. De 10 a 4 de setembro a inclinação (vista da Terra) será quase zero e os anéis praticamente não serão visíveis, mas a proximidade do planeta com o Sol impedirá que o evento seja observado.

Infelizmente essa coincidência só ocorre a cada 14 e 15 anos e foi graças a ela que em 1995 e 1996 o telescópio Hubble foi capaz de testemunhar diversos trânsitos e assim pode descobrir diversas luas desconhecidas.

Foi Galileu Galilei, em 1610, o primeiro a observar Saturno ao telescópio. Quarenta e cinco anos depois, em 1655, o astrônomo e matemático Christian Huygens descobriu a Lua Titã. No século 19 o astrônomo William Herschel descobriu Mimas e Enceladus.

As cenas mostradas foram captadas no dia 24 de fevereiro de 2009 pela Câmera Planetária de Ângulo Largo a bordo do telescópio Hubble, quando o a distância de Saturno à Terra era de 1.25 bilhões de quilômetros. Nesta distância, o menor objeto que o Hubble é capaz de registrar em Saturno é de 300 quilômetros. A faixa escura ligeiramente acima dos anéis é sua a própria sombra projetada acima do planeta.


Foto: Gigantesco planeta Saturno com quatro de suas luas passando bem à frente do disco gasoso. À esquerda vemos Enceladus e Dione. Ao centro a grande Titã e à direita Mimas. Crédito: Nasa/Esa/Hubble Heritage Team (STScI/AURA).

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Se os outros desistem da aposta todas as vezes que em que você tem uma boa mão, é porque está escondendo o jogo" - Curtis Jonhson