Quarta-feira, 4 mar 2009 - 09h19

Telescópio Hubble registra violento duelo gravitacional entre galáxias

Cabo-de-guerra é um dos mais conhecidos jogos da corda e que envolve força. O objeto é puxar os componentes do grupo adversário através de uma corda ou cabo, fazendo com que o grupo adversário cruze a linha central. É uma brincadeira bem simples e praticamente todos já participaram alguma vez, principalmente quando crianças. O mais interessante é que no Universo o cabo de guerra também é disputado, mas as forças envolvidas são colossais.

Utilizando imagens do telescópio espacial Hubble, cientistas da Nasa e da Esa registraram o que batizaram de "cabo-de-guerra gravitacional", uma intensa demonstração de atração entre três galáxias e que poderá levá-las a se fundir em uma única e gigantesca entidade.

O fenômeno ocorre há 100 milhões de anos-luz na constelação de Peixes e foi registrado pela Câmera Avançada de Pesquisa ACS (Advanced Camera for Surveys), a bordo telescópio espacial. A cena permitirá aos astrofísicos o estudo mais aprofundado da dinâmica da troca de gases entre os elementos.

O "cabo-de-guerra gravitacional" envolve as galáxias elípticas NGC 7173, no centro à esquerda, NGC 7176, no lado inferior direito e a espiral NCG 7174, vista no centro à direita. Ambas compõem um grupo compacto de galáxias chamado Hickson 90, batizado assim em homenagem ao astrônomo Paul Hickson, o primeiro astrônomo a catalogar essas pequenas galáxias na década de 1980.

NGC 7173 e NGC 7176 são galáxias elípticas, sem muito gás ou poeira, ao contrário de NGC 7174, uma galáxia em espiral que sofre grandes deformações pela violenta atração de suas vizinhas. Esse intenso jogo de forças já provocou o afastamento de milhares de estrelas para longe das galáxias originais e agora se encontram espalhadas na forma de um elemento luminoso entre as galáxias.

Os astrônomos acreditam que no final do processo as estrelas da NGC 7174 ficarão completamente reagrupadas dentro de uma gigantesca "ilha universal", dez vezes maior que a Via Láctea. Segundo os cientistas a galáxia não conseguirá se manter sozinha, uma vez que a intensa força gravitacional das vizinhas elípticas a transformará em pedaços.


Foto: No topo, o trio de galáxias NGC 7173, NGC 7176 e NCG 7174 em intenso jogo de forças. No final do "jogo" as estrelas da NGC 7174 ficarão completamente reagrupadas dentro de uma gigantesca "ilha universal", dez vezes maior que a Via Láctea. Credito: Hubble Sapce Telescope/Nasa/ESA.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe