Quinta-feira, 12 jan 2006 - 07h58

Telescópio Hubble surpreende e fotografa companhia da Estrela Polar

Mesmo considerado obsoleto por alguns, o telescópio espacial Hubble continua descobrindo novas fronteiras do espaço.

Esta semana o telescópio surpreendeu novamente, quando astrônomos norte-americanos conseguiram pela primeira vez, fotografar um segundo companheiro da Estrela Polar, que durante séculos guiou os primeiros navegantes no hemisfério norte.

Chamada de Polaris AB, a estrela já era conhecida, mas nunca havia sido fotografada.

O primeiro vizinho da Estrela Polar, Polaris B, já era conhecido desde 1780 e pode ser facilmente visto com um pequeno telescópio. No entanto, a estrela Polaris AB, apesar de conhecida, não podia ser vista diretamente, devido à grande proximidade da estrela Polar aliada à sua débil intensidade luminosa.

A Estrela polar é uma supergigante 2 mil vezes mais brilhante que nosso sol, enquanto a Polaris AB é uma estrela conhecida como anã, e se encontra a 3 bilhões de quilômetros de distância.

A Estrela Polar está alinhada com o polo norte terrestre e se encontra na constelação da Ursa Maior, onde é o astro mais luminoso. A Estrela Polar está situada a 600 anos-luz da Terra.

Um ano-luz equivale a 9.461 bilhões de quilômetros e corresponde a distância percorrida pela luz durante um ano.


  • Notícias em Destaque
  • Sobre o telescópio Hubble
  • Meio Ambiente
  • Meio Ambiente
  • Mudanças Climáticas
  • Tecnologia Espacial
  • Brasil no Espaco

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe