Segunda-feira, 22 nov 2010 - 10h32

Telescópio espacial Fermi revela gigantescas bolhas de raios gama

À medida que os dados do telescópio Espacial Fermi tornam-se mais volumosos, novos e surpreendentes detalhes da Via Láctea vão sendo revelados. No início de novembro, uma nova imagem confirmou o que outras observações já evidenciavam e mostrou que duas enormes bolhas de raios gama são geradas a partir do centro da nossa Galáxia.

Bolhas de raios gama no centro da Galáxia
Clique para ampliar

Na imagem divulgada, chamada de "céu inteiro", as duas gigantescas bolhas ovais podem ser vistas em tons amarelos, brancos e vermelhos, perpendiculares ao plano da Galáxia, visto aqui na forma da faixa horizontal.

Assumindo que as bolhas tenham sido emitidas a partir do centro galáctico, sua escala é simplesmente colossal e pode ser comparada ao próprio tamanho da Via Láctea, se propagando por cerca de 50 mil anos luz desde o topo até base.

Apesar da imagem ter sido montada com dados coletados no comprimento de onda dos raios gama, sondagens anteriores feitas por outros telescópios na faixa de raios-x e micro-ondas também mostraram a existência dessas bolhas.

Até agora, os pesquisadores não sabem ao certo o que gera essas emissões eletromagnéticas e novos dados serão necessários para que o mistério seja desfeito, o que poderá durar diversos anos.


Foto: Bolhas de raios gama emitidas a partir do centro galáctico são reveladas em dados coletados pelo Telescópio Espacial Fermi de Raios Gama. Crédito: NASA, DOE, Fermi Gamma-Ray Space Telescope, LAT detector, D. Finkbeiner et al. / APOLO11.COM

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron