Procure no Apolo11
Terça-feira, 12 jul 2022 - 10h00
Por Rogério Leite

Telescópio espacial James Webb produz imagem mais nítida já registrada do Universo

Vinte anos após o início de sua construção, o Telescópio Espacial James Webb produziu a mais nítida e profunda imagem em infravermelho de um seguimento do Universo distante. Conhecida como o Primeiro Campo Profundo de Webb, esta imagem dá uma amostra da potência do telescópio e equivale ao campo de visão de aproximadamente um grão de areia mantido a uma distância de um braço por alguém no chão.

Cena registrada pelo telescópio James Webb revela com extrema nitidez o aglomerado de galáxias SMACS 0723. Para se ter uma ideia da resolução, o campo de visão é equivalente à observar uma parte do Universo através de um buraco de agulha.
Cena registrada pelo telescópio James Webb revela com extrema nitidez o aglomerado de galáxias SMACS 0723. Para se ter uma ideia da resolução, o campo de visão é equivalente à observar uma parte do Universo através de um buraco de agulha.

A cena, divulgada pela NASA, mostra o aglomerado de galáxias SMACS 0723 extremante repleta de detalhes. Em tão pequeno seguimento observável podemos notar milhares de galáxias – incluindo também os objetos mais fracos já observados no comprimento de onda infravermelho.

Este campo profundo, obtido pela câmera infravermelho NIRCam, a bordo do telescópio James Webb é uma composição feita a partir de diversas imagens captadas em comprimentos de onda do infravermelho, em um total de 12,5 horas de exposição. Isso permitiu alcançar profundidades em comprimentos de onda infravermelhos muito além daqueles obtidos pelo Telescópio Espacial Hubble durante diversas semanas de exposição.

A imagem mostra o aglomerado de galáxias SMACS 0723 como surgido há 4,6 bilhões de anos. A massa combinada deste aglomerado de galáxias atua como uma lente gravitacional, ampliando a luz de galáxias muito mais distantes situadas atrás dele. O instrumento NIRCam trouxe essas galáxias distantes para um foco extremamente nítido o que revelou estruturas minúsculas e fracas que nunca antes haviam sido vistas, incluindo aglomerados de estrelas e características difusas.


Atualmente, o Telescópio Espacial James Webb é o principal observatório astronômico espacial do mundo. O objetivo principal do instrumento será o de resolver mistérios em nosso Sistema Solar e também olhar além, para mundos distantes em torno de outras estrelas e fornecer dados para investigar as misteriosas estruturas e origens de nosso universo, permitindo entender o nosso lugar dentro dele.

O Telescópio Webb é um programa internacional liderado pela NASA com seus parceiros, ESA (Agência Espacial Europeia) e CSA (Agência Espacial Canadense).

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.




Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2023

"A arte é um sonho em que não há o que sonhar e em que tudo é real, até o sonho" - Jean-Louis Barrault -