Terça-feira, 30 out 2012 - 08h33
Por Rogério Leite

Tempestade Frankenstorm é um monstro de 1500 km de diâmetro

Imagens de satélite registradas na segunda-feira mostram que a extensão da super tempestade Frankenstorm, provocada pelo furacão Sandy, é superior a 1500 km de comprimento e se estende até o norte dos Grandes Lagos, já no Canadá. O furacão entrou ontem na costa leste dos EUA com ventos superiores a 130 km/h.

Imagem de Satelite Furacao Sandy
Clique para ampliar

Imagens feitas pelo satélite de sensoriamento SUOMI, da NASA, mostram o enorme raio de atuação de Frankenstorm, uma enorme tempestade criada pela fusão de três sistemas meteorológicos diferentes sobre os EUA. As cenas mostram a gigantesca área de instabilidade que se formou durante o choque e que provocou precipitações de mais de 300 milímetros de chuva nas áreas costeiras e cerca de 1 metro de neve nas montanhas Apalaches.

Nas áreas costeiras, o efeito da tempestade foi amplificado ainda mais devido à presença da Lua Cheia, que elevou as marés altas. Em Nova York e Nova Jersey, cidades fortemente castigadas pela tormenta, a maré alta superou a marca de 3 metros acima do nível normal e provocou diversos alagamentos, principalmente em áreas próximas da costa.

De acordo com fontes oficiais, 16 pessoas morreram nos EUA e 1 pessoa no Canadá, mas esse número poderia ter sido muito maior se não fossem as medidas preventivas adotadas pela Defesa Civil e prefeituras locais. Em Nova York, o prefeito ordenou a evacuação de quase 400 mil pessoas das áreas litorâneas, que foram severamente atingidas. Em sua passagem pelo Caribe Sandy deixou 61 mortos.

As imagens de satélite mostram que Sandy tocou a costa leste americana na altura de Nova Jersey no início da noite de segunda-feira. Os intensos temporais e rajadas de ventos superiores a 150 km/h, deixando mais de 7 milhões de pessoas sem energia elétrica em 13 estados. Em Nova York, 260 pacientes precisaram sair às pressas de um hospital depois que o sistema de geradores de emergência falhou.


Tempestade Perfeita
Sandy era um típico furacão formado sobre as águas quentes do Atlântico e deveria seguir seu caminho normalmente em sentido nordeste até se dissipar na altura da costa do Canadá. No entanto, uma zona de alta pressão estacionada no Atlântico norte impediu que a tormenta seguisse seu caminho, forçando-a em direção oeste rumo à costa leste dos EUA.

Tempestade Perfeita
Clique para ampliar

Além desse sistema, uma frente fria em movimento pelo interior do país ajudou a puxar Sandy para dentro do continente, o que resultou em um choque entre o furacão, a frente fria e o sistema de alta pressão.

A presença desses três sistemas meteorológicos em atividade sobre os EUA não é um fenômeno corriqueiro e muitos meteorologistas chamam esse tipo de evento de tempestade perfeita ou super tempestade.


Tempestade Tropical
Assim que Sandy entrou no continente, passou a perder força devido à falta do mecanismo principal que alimenta os furacões: a água quente do oceano. Algumas horas depois, os ventos da tormenta já haviam caído abaixo de 120 km/h, regredindo Sandy à categoria de tempestade tropical.

Apesar desse enfraquecimento, a gigantesca área de instabilidade criada com a entrada do sistema no continente deverá se manter durante os próximos dias. De acordo com o Centro Nacional de Furacões, NHC, ainda são esperados cerca de 150 milímetros de chuvas isoladas no norte e nordeste da Carolina do Norte e 200 milímetros de precipitação sobre Nova York.

Previsao_do_caminho_do_furacao_sandy
Clique para ampliar

Em Virgínia Ocidental, nos Apalaches, o NHC prevê queda de neve que poderá ultrapassar 1 metro acumulado entre terça e quarta-feira.

Em boletim divulgado às 06h00 BRST (Horário de verão brasileiro), o NHC informou que o centro da tempestade tropical Sandy se localizava sobre as coordenadas 40.5 N e 77.0 W, aproximadamente a 24 km do leste York, no estado da Pensilvânia.

Sandy se movimenta em sentido oeste-noroeste a 25 km/h e deverá reduzir ligeiramente essa velocidade nas próximas 24 horas. Na quarta-feira a área central do ciclone deverá penetrar no território canadense, já na categoria de depressão tropical.


Artes: No topo, imagem capturada pelo satélite de sensoriamento remoto SUOMI, da NASA, mostra a mega tempestade Frankenstorm, formada pela fusão de três sistemas em atividade sobre os EUA. Na sequência, gráfico explicativo mostra a localização dos três sistemas meteorológicos. Juntos, receberam o nome de Frankenstorm e já é considerada a maior tempestade já ocorrida na costa leste dos EUA. Acima, gráfico mostra o possível desenvolvimento da tormenta até seu enfraquecimento sobre território canadense. Créditos: NASA-MODIS, ABC, NHC, Apolo11.com.

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Se os outros desistem da aposta todas as vezes que em que você tem uma boa mão, é porque está escondendo o jogo" - Curtis Jonhson