Terça-feira, 6 jun 2006 - 13h37

Tempestades gigantes se aproximam e devem se tocar nos próximos dias

Dentro de alguns dias, as duas maiores tempestades do sistema solar deverãopraticamente se chocar, em plena vista dos telescópios apontados para Jupiter.

A primeira tempestade, conhecida com a Grande Mancha Vermelha, tem o dobrodo tamanho da Terra e existe há pelo menos 300 anos. Seus ventos atingem a impressionante marca de 600 km/h.

A segunda é relativamente jovem, com aproximadamente 6 anos de idade. Seutamanho é de aproximadamente a metade do tamanho do nosso planeta e por sermenor, recebeu o nome de Red Junior.

As duas tempestades se aproximam rapidamente e deverão alcançar o ponto de maiorproximidade no dia 4 de julho, de acordo com a cientista Amy Simon-Miller, do CentroEspacial de Goddard, que monitora o evento através do telescópio espacialHubble.

Segundo Simon-Miller, não haverá exatamente uma colisão. A Grande ManchaVermelha não deverá engolir a Oval BA (nome científico da Red Jr.). Noentanto, as bandas externas das tempestades deverão passar muito próximas uma das outras e ninguém ainda sabe ao certo o que poderá acontecer.

Astrônomos amadores também estão acompanhando o evento. A imagem acima foi feita por Christopher Go, das Filipinas, usando um telescópio de 11polegadas. A foto foi feita no dia 28 de maio e de acordo com Go, adistância entre as duas manchas está diminuindo visivelmente a cada noite.

Encontros similares já ocorreram no passado. A Oval BA e a Grande ManchaVermelha ficam próximas a cada dois anos. Em 2002 e 2004 o encontro nãoteve consequencias aparentes, mas desta vez poderá ser diferente. De acordocom Simon-Miller e seu colega Glenn Orton, do JPL - Laboratório de Propulsão aJato, a Red Junior poderá perder sua coloração avermelhada.

Entre 2000 e 2005, a Oval BA era de um branco intenso, como a maioria dasoutras pequenas tempestades ovais que circulam pelo planeta. Em 2006 osastrônomos notaram a formação de um vórtex dentro da tempestade, da mesmacor da poderosa Grande Mancha Vermelha. Segundo os astrofísicos, isso seriaum sinal de que a Oval BA estaria se intensificando.

A cor da Grande Mancha Vermelha é ainda um mistério. Uma das teorias sustenta que a tempestade levanta material das profundas camadas da atmosfera de Jupiter e o suspende para acima das altas camadas, onde os raios ultravioletas do Sol altera suas cores emdireção ao vermelho. Assim, a Oval BA se tornou vermelha quando se tornou forte o suficiente para produzir o mesmo efeito.

O choque ou aproximação contra a Grande Mancha Vermelha pode enfraquecer a Oval BA, tornando-a branca novamente. Simon-Miller explica que a Grande Mancha Vermelha deve empurrar a Oval BA em direção às corretes de vento do sul do planeta, que sopram em sentido contrário à rotação da Oval BA. Isso deve diminuir a rotação da Oval BA, revertendo o processo que a tornou vermelha.

Isso então pode acontecer? "Veremos", disse a cientista. "É para isso que os telescópios foram feitos!".

Encontrar Júpiter no céu é a coisa mais fácil. Atualmente ele surge ao anoitecer, antes que qualquer outra estrela, sobre o ponto cardeal Leste.

Se você não tiver um telescópio e não conseguir ver a Grande Mancha Vermelha, não fique triste. Arrume emprestado um binóculo e veja por que as luas de Júpiter impressionaram tanto Galileu, há quase 400 anos atrás !

Foto: na imagem menor, a Grande Mancha Vermelha, fotografada pelo telescópio Espacial Hubble, em abril de 2006.


Leia Também:

  • Furacões
  • Meio Ambiente
  • Mudanças Climáticas
  • Energias Alternativas
  • Invenções e Descobertas
  • Arqueologia
  • Curiosidades
  • Terremotos on-line
  • Terremotos
  • Aventuras
  • O Brasil no espaço
  • Ônibus Espacial Discovery
  • Matérias sobre a ISS
  • Rastreie a ISS
  • Conheça os planetas
  • Sobre o telescópio Hubble
  • Tecnologia e exploração espacial
  • Brasil no Espaco
  • Sonda Stardust
  • Exploração Plutão
  • Exploração a Saturno
  • Exploração a Marte
  • Exploração a Júpiter
  • Notícias em Destaque

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "Ler é entrar num continente que já foi percorrido por uma quantidade de pessoas antes, mas que continua virgem, de uma certa maneira" - José Saramago