Sexta-feira, 19 ago 2016 - 05h05

Terremoto de 7.4 magnitudes atinge a região das Ilhas Georgia do Sul

De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), um terremoto de 7.4 magnitudes foi registrado próximo à ilha Geórgia do Sul, as 04h32, pelo horário brasileiro (19/08/2016). Este é tremor mais forte a atingir a região desde 1979.

Terremoto de 7.4 atinge região das Ilhas Georgia do Sul

O forte tremor ocorreu a 10 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 55.33S e 31.93W, indicadas pelo mapa abaixo. Ainda não há informações sobre vítimas.


Devido a forte magnitude e a baixa profundidade em que ocorreu, este tremor tem potencial significativo de destruição e pode causar sérios danos em construções e até vítimas fatais caso tenha ocorrido próximo a locais populosos.

Um terremoto de 7.4 pontos de magnitude libera a mesma energia que 94 bombas atômicas similares a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 1.8 milhão de toneladas de TNT.

Estatística

Estatística Sísmica Ilhas Georgia do Sul
De 1979 até agora já foram registrados 4211 tremores em um raio de 700 km ao redor deste epicentro. Em torno de 100 km foram observados 25 eventos.

O sismo mais próximo foi registrado a 26 km de distância, em 31/08/1995 e atingiu 4.4 magnitudes. O tremor mais significativo ocorreu a 53 km da ilha Visokoi no dia 28/05/2016, a 328 km de distância do evento atual e atingiu 7.2 magnitudes.

Importante: Esta notícia pode sofrer alterações ao longo do dia


LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A recordação da alegria não é mais alegria / enquanto a recordação da dor é dor ainda" - Byron