Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Quinta-feira, 5 fev 2009 - 09h23
Por

Terremoto de Sichuan pode ter sido causado por represa

Normalmente os terremotos ocorrem ao longo das falhas tectônicas, onde a gigantesca pressão acumulada devido à compressão entre as placas da crosta terrestre é repentinamente liberada de forma abrupta e explosiva. A energia liberada é tão grande que mesmo pequenos tremores equivalem à força de centenas de bombas atômicas.

Os cientistas também reconhecem que grandes corpos de água podem exercer pressão sobre as linhas das falhas. A pressão é tão alta que pode empurrar os lados das falhas fortemente comprimidas, aumentando ainda mais a fricção ou causando seu deslizamento.

Um relatório divulgado nesta quarta-feira (04/fev) pelo Departamento de Geologia de Sichuan, na China, revelou que o poderoso terremoto ocorrido em maio de 2008 e que atingiu 7.8 graus na escala Richter pode ter sido causado ou amplificado pela gigantesca barragem de Zipingpu, localizada a apenas 550 metros da linha da falha e a 5 quilômetros do epicentro. O tremor matou 70 mil pessoas e deixou 5 milhões de desabrigados.

A barragem de Zipingpu tem 156 metros de altura e armazena 315 milhões de toneladas de água. A alta intensidade do tremor causou diversas rachaduras no reservatório, que precisou ser drenado antes que inundasse as províncias vizinhas, que foram evacuadas antes de um possível desastre.

Segundo Fan Xiao, engenheiro chefe do departamento, o imenso peso das águas de Zipingpu parece ter afetado a magnitude e o tempo de duração do terremoto. Apesar dos abalos não serem raros naquela região, um evento de 7.3 magnitudes não ocorria ali a milhares de anos.

"Não estou dizendo que o terremoto não aconteceria se o reservatório não existisse, mas a presença de um massivo depósito de água pode ter alterado as características do evento, produzindo um terremoto ainda maior", disse Fan em entrevista à agência de notícias AFP.


Outros Eventos
Diversos terremotos menores, possivelmente causados por reservatórios, já foram registrados pelos cientistas. Em 1967 um terremoto de 6.7 graus de magnitude ocorrido próximo à barragem indiana de Koyna matou 187 pessoas. De acordo com os sismólogos, esse evento pode ter sido induzido pelo reservatório.


Barragens na China
Fan está entre um grande número de especialistas que acreditam que a barragem de Zipingpu pode ter contribuído com o terremoto de 2008. No entanto, o governo chinês afirma que o terremoto de Sichuan foi uma tragédia inevitável e vai continuar a financiar a construção de grandes reservatórios, com objetivo de suprir as necessidades energéticas do país e evitar as grandes inundações.

A barragem de Três Gargantas, o maior projeto hidroelétrico do mundo, foi construída exatamente com o propósito de acabar com as enchentes do rio Yang-tzé e fornecer uma real alternativa às usinas de carvão, mas tem sofrido constantes problemas de deslizamentos.


Outras Opiniões
Diversos cientistas não estão convencidos que o reservatório de Zipingpu pode ter causado o terremoto de Sichuan, mesmo que possa ter contribuído para isso. De acordo com Lei Xinglin, geofísico da Administração Chinesa para Terremotos, os reservatórios realmente aumentam a atividade sísmica, mas não a ponto de causar um tremor.

"Um reservatório em uma região tem aspectos positivos e negativos na geração de um tremor, mas é muito cedo dizer que esse evento foi causado pela barragem", disse Lei. "Precisamos pesquisar esse assunto com muito cuidado até adquirimos mais conhecimentos. Não dá para concluir precipitadamente", completou o especialista.

Roger Musson, cientista ligado ao Instituto de Pesquisas Geológicas da Inglaterra, acredita que na melhor das hipóteses a presença da enorme barragem possa ter contribuído para o tempo da atividade sísmica.

"A escala do terremoto de Wenchuan (ocorrida a 300 quilômetros do ponto de ruptura) mostra que ele foi provocado por causas totalmente tectônicas e ocorreria com ou sem a presença do reservatório", disse Musson. "Assim, a questão é saber se a presença do reservatório acentuou ou não o tempo do evento".

Fan, que teve seu estudo publicado na última edição da revista Science, está tão convencido dos riscos potenciais da barragem que se opôs fortemente à sua construção em 2003, acreditando que um desastre poderia devastar o vale do rio Min, abaixo do reservatório.


Fotos: No topo, barragem de Zipingpu, na província de Sichuan, na China. Acima, o reservatório visto do satélite GeoEye, em 14 de setembro de 2007. Créditos: Wikimedia Commons/GeoEye Satellite Images.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O tempo é só o que nos separa da morte" - Ernest Hemingway