Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Quarta-feira, 14 abr 2010 - 09h23
Por

Terremoto na China foi causado por choque de placas tectônicas

Novamente a Terra deu sinais de vida e voltou a tremer sob áreas habitadas. O evento ocorreu no sudoeste da China e de acordo com autoridades daquele país, até o momento já matou mais de 400 pessoas e deixou cerca de 10 mil feridos. Esse foi o sexagésimo quarto terremoto com magnitude superior a 6.0 graus ocorrido em 2010, que vem apresentando sismicidade acima da normal desde o primeiro trimestre.

Terremoto na China - Abril de 2010

Dessa vez o evento foi registrado na província de Qinghai, na região do Tibete, na China e de acordo com dados preliminares calculados pelo USGS, Instituto de Pesquisas Geológicas, dos EUA, teve magnitude de 6.9 graus. Essa intensidade equivale em energia à detonação de 16 bombas atômicas similares à que destruiu Hiroshima, em 1945, ou 335 mil toneladas de TNT.

O tremor ocorreu às 20h49 pelo horário de Brasília, a 10 km de profundidade sob as coordenadas 33.271°N e 96.629°E, a 240 km do norte-noroeste de Qamdo, no Tibete e 375 km a sul-sudeste de Qinghai. Apesar da região do epicentro ser montanhosa e pouco habitada, pelo menos 400 pessoas foram mortas pelo tremor e cerca de 10 mil pessoas estão feridas.

Segundo a rádio estatal China, quase 90% das casas da província de Jiegu, que sentiu o tremor com mais intensidade, são de madeira e ficaram destruídas. Entre os escombros está uma escola de ensino técnico onde existem diversos estudantes soterrados.

Tectônica da região
A região onde ocorreu o tremor dessa quarta-feira é extremamente acidentada, com montanhas de altitude superior a 3500 metros, conhecida como Cadeia Tengula. A cadeia é constantemente comprimida pela placa tectônica indo-australiana, ao sul e Eurasiana, ao norte, o que torna a localidade altamente sísmica e sujeita a terremotos de grande magnitude.

Sismograma terremoto China - Abril de 2010

A mesma força entre as placas que causou o terremoto é a responsável pela formação da cadeia do Himalaia, localizada no sudoeste da região e se prolonga em sentido oeste até o Butão, tendo a Índia na fronteira sul. Próximo dali, a sudoeste, o Monte Everest se eleva a 8848 metros de altitude, erguido pelas mesmas forças de colisão.

Qinghai é habitada em sua maioria por Mongóis, muçulmanos e tibetanos e já foi palco de um intenso terremoto que devastou a província vizinha de Sichuan, em maio de 2008. Na ocasião, cerca de 90 mil pessoas morreram ou estão desaparecidas.


Artes: No topo, localização do epicentro do terremoto de 6.9 graus e sismicidade da região de Qinghai desde 1990. Acima, sismograma mostra a detecção das ondas sísmicas pelo sismômetro do Apolo11-Painel Global, localizado na cidade de São Paulo. Créditos: USGS/Apolo11-Painel Global.







Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz