Quinta-feira, 16 ago 2007 - 09h15

Terremoto no Peru foi causado por choque entre placas

Autoridades peruanas informaram nesta manhã que o número de vítimas fatais causado pelo violento terremoto de ontem à noite subiu para 340 e que pelo menos 1500 pessoas estão feridas. De acordo com a mesma fonte, esse número pode subir ainda mais, conforme avancem os trabalhos de resgate.

O sismo, que atingiu 7.9 graus na escala Richter ocorreu na noite de ontem às 20h40, pelo horário de Brasília, a 40 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 13.322S e 76.508W, a 43 quilômetros a oeste-noroeste de Chincha Alta e apenas 148 quilômetros a sul-sudeste da capital, Lima.

Imediatamente após o evento, alertas de tsunamis foram emitidos pelo Sistema de Monitoramento de Tsunamis do Pacífico e abrangiam desde a costa norte do Chile, até a Colômbia, passando por Peru e Equador.

Uma bóia chilena de coleta de dados, localizada a 800 quilômetros do epicentro do terremoto detectou 30 centímetros de elevação do nível do mar, que poderia crescer exponencialmente ao se aproximar de águas mais rasas, o que não se confirmou. Os avisos foram suspensos 6 horas mais.

Após o evento de 7.9 graus de magnitude, pelo menos mais 11 abalos foram registrados na mesma região andina. Desses eventos, cinco tinham mais de 5.5 graus de intensidade e um deles chegou a ser calculado em 6.3 graus. Inicialmente o sismo principal foi registrado como 7.5 graus, mas novas análises aumentaram esse valor para 7.3 graus.


Tectônica Local
O Peru e toda a América do Sul estão localizados na região de interface entre duas grandes placas tectônicas, a placa sul-americana e a placa de Nasca. A placa sul-americana se estende pelo Atlântico até meio caminho antes da África. A placa de Nasca, por sua vez, se estende pelo oceano Pacífico.

Os estudos mais recentes mostram que as duas placas convergem a 78 milímetros ao ano, com a placa de Nasca, mais pesada, se afundando abaixo da placa sul-americana, em um processo conhecido como subducção. Esse processo causa o espessamento da borda esquerda da placa sul-americana e a conseqüente formação da cordilheira dos Andes, sendo a cordilheira dos Andes uma conseqüência deste choque de placas.


Grandes Terremotos
Grandes terremotos não são incomuns na costa do Peru. O sismo de ontem ocorreu próximo ao local de outros dois grandes eventos de magnitude 8, registrados em 1908 e 1974. Em 1966, outro terremoto, de 8.2 graus, sacudiu a mesma região, ligeiramente ao sul. Em 2001, um abalo de 8.3 graus fez tremer a cidade de Arequipa, ao norte do evento de quarta-feira. O mais intenso terremoto ao longo da costa peruana ocorreu em 1868 e foi estimado em 9 graus na escala Richter e produziu um violento tsunami que vitimou milhares de pessoas ao longo da costa sul-americana, além de causar grandes prejuízos no arquipélago do Havaí.

Gráficos: No topo, localização do epicentro do terremoto de 7.9 graus Richter desta quarta-feira. Na seqüência, o sismograma do evento, como captado pela estação chilena de Limon Verde. Repare que o gráfico está imperceptível e que o abalo durou vários minutos. Acima vemos a localização das placas de Nasca e Sul-americana e um representação da chamada "zona de subducção, onde uma placa tectônica afunda sob outra.

Saiba mais
Tudo sobre terremotos, escala Richter e tectônica de placas

SatMaps
Veja o local do epicentro através de imagens de satélites

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"Quem não compreende um olhar, tampouco há de compreender uma longa explicação" - Provérbio Arabe