Quarta-feira, 21 ago 2013 - 11h05
Por Rogério Leite

Uau! Estrela explode e pode ser vista durante toda a madrugada

A constelação do Golfinho é um local bastante discreto no céu noturno, mas ultimamente passou a ser o centro das atenções mundiais. Ali, uma súbita explosão em uma estrela gerou tanta luz que pode ser vista até mesmo nos claros e poluídos céus das grandes cidades.

Foto Nova Delphi 2013
Clique para ampliar

Batizada de Nova Delphi 2013, a explosão foi primeiro observada pelo astrônomo amador Kiochi Itagaki, no dia 14 de agosto no Japão, através de um pequeno telescópio de 180 milímetros equipado com câmera digital. Na ocasião, o repentino aumento de brilho fez a estrela atingir a magnitude 6.0, tornando-a um alvo fácil de ser observado sem ajuda de instrumentos nos céus mais escuros. Passados alguns dias, a estrela aumentou ainda mais de brilho e se tornou o alvo principal dos astrônomos amadores.

Uma "nova" é a expansão súbita e extremamente brilhante de uma estrela do tipo anã branca após gigantesca explosão termonuclear. Esse evento ocorre em sistemas binários onde, devido à enorme massa e proximidade, a anã branca absorve o hidrogênio de sua companheira. Com o passar do tempo, a pressão e temperatura do gás acumulado se torna tão intensa que gera a fusão nuclear. Essa explosão libera uma quantidade muito grande de energia, parte dela no espectro visível.

Diferente da chamada "explosão supernova", que praticamente destrói a estrela, em uma explosão do tipo "nova" a anã branca continua intacta.

Após a explosão, dependendo do tipo de estrela a elevação do brilho pode ser lenta ou muito rápida. Após atingir o brilho máximo, a intensidade decai. Normalmente, uma "nova" rápida leva menos de 25 dias para que seu brilho caia 2 magnitudes (7 vezes), enquanto uma "nova" lenta leva mais de 80 dias.

Carta celeste Nova Delphi 2013
Clique para ampliar

Para uma pessoa pouca habituada ao céu noturno, a explosão Nova Delphi 2013 pode passar totalmente despercebida.

De acordo com o astrônomo amador Carlos Bella, que está monitorando a evolução do brilho da explosão, Nova Delphi 2013 está atualmente na magnitude 5.6, perfeitamente visível com auxílio de um pequeno binóculo, mesmo nos céus poluídos dos grandes centros.

Encontrar a "nova" não é uma tarefa muito difícil e basta se orientar pela carta celeste mostrada acima. Nova Delphi 2013 se encontra na constelação do Golfinho, disponível no quadrante leste a partir das 19 horas. Se você tiver um programa de astronomia, melhor ainda. Nova Delphi pode ser encontrada nas seguintes coordenadas: AR: 20h 23m 31s, DEC:+20° 46m. Se fizer fotos, não deixe de enviar para nós.

Bons céus!


Artes: No topo, Nova Delphi 2013 como registrada pelo astrônomo amador Anthony Ayiomamitis. Acima, carta celeste mostra a posição do objeto, facilmente encontrado durante toda a madrugada. Créditos: Anthony Ayiomamitis, Apolo11.com.
roger

LEIA MAIS NOTÍCIAS
Base de Dados Completa

Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy