Segunda-feira, 12 fev 2007 - 09h17

Vídeo da Nasa mostra momento de separação dos foguetes da Discovery

Chamas, labaredas e demonstração de muita força. Essas são as imagens captadas pelas câmeras de observação da NASA, instaladas em locais estratégicos da estrutura dos ônibus espaciais e que têm a finalidade de monitorar cada etapa da missão, desde o lançamento em Cabo Kennedy até o pouso nas pistas norte-americanas.

Desde o acidente com o ônibus espacial Columbia, em fevereiro de 2003, a NASA passou a monitorar mais de perto tudo o que acontece durante o lançamento. Desde então, pelo menos 76 câmeras não perdem um só detalhes de todos os eventos que ocorrem durante a operação, desde a abertura e fechamento de válvulas até a observação de cada placa de revestimento térmico da nave. Mas de todas as câmeras, aquelas instaladas nos foguetes de combustível sólido, que tiram a nave do chão, é que dão mesmo um show de imagens !

Na primeira cena deste vídeo, cedido gentilmente pela agência norte-americana, vemos a seqüência de lançamento registrada através da câmera instalada no propulsor esquerdo da Discovery. A câmera mostra a nave adquirindo altura e depois de 2 minutos de queima, os computadores internos da Discovery emitem um comando que desprende o foguete preso ao tanque laranja. Em queda livre, o foguete começa sua jornada em direção à Terra enquanto a câmera capta as labaredas e fagulhas lançadas ao espaço. Um show de imagens !

Na segunda cena temos a mesma seqüência, desta vez captada por outra câmera, estrategicamente instalada no propulsor direito e apontada para o tanque externo de combustível. É possível ver o propulsor gêmeo se distanciando, ao mesmo tempo que os últimos quilos de combustível produzem uma enorme língua de fogo e labaredas.

Na cena seguinte é a vez da câmera fixada ao foguete direito, mas apontada para o solo e mostrando a plataforma de lançamento. Nesta imagem é possível ver os jatos de água que compõe o Sistema de Supressão de Ruídos, uma espécie de colchão líqüido que forma o amortecedor acústico, cuja função é suavizar o violento ruído provocado pelos foguetes e que poderia danificar os sistemas de bordo.

Sozinhos, os dois foguetes de combustíveis sólido ou SRB (Solid Rocket Booster) presos ao lado da estrutura prinicipal, proporcionam 80% do impulso necessário à colocação do engenho em órbita. É com esta força que a Discovery sobe, deixando para trás a plataforma de lançamento de cabo Kennedy, na Flórida.

Durante dois minutos os foguetes têm a árdua tarefa de elevar o ônibus espacial a 120 km de altitude e impulsionar o conjunto a 5 mil quilômetros por hora. Em seguida se desprendem da nave. Novamente as câmeras registram a chuva pirotécnica provocada pelo restante de combustível sólido que ainda arde no espaço.

  • Assita aqui!. Por ter 12 mbytes, o carregamento pode levar alguns minutos.
  • Conheça o sistema de supressão de ruídos da plataforma
  • Conheça a seqüência de lançamento dos ônibus Espaciais

  • LEIA MAIS NOTÍCIAS
    Base de Dados Completa

    Se você precisa de uma base de dados de latitude e Longitude das cidades brasileiras, clique aqui.
    Podemos fornecer uma base completa, com mais de 5500 cidades em formato Excel.
    Ideal para Projetos, Desenvolvimentos e construção de aplicativos.














    Termo de Uso  |   Links Úteis  |   Imprensa  |  Anuncie  |  Fale Conosco  |  Versão Celular  |   Política de Privacidade

    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019

    "O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy