Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Furacões
Terça-feira, 27 mai 2008 - 19h03

Aviões controlados por satélite vão entrar no olho do furacão

A companhia australiana Aerosonde Pty anunciou a fabricação de um pequeno avião medindo 2,7 m de uma asa a outra e pesando apenas 12,7 Kg.

Pesquisadores norte-americanos pretendem utilizar este novo avião, que funciona por controle remoto via satélite, para alcançar o centro de um furacão e compreender melhor o que forma essas devastadoras tempestades. O estudo ainda vai poder ajudar na previsão mais precisa de furacões que se formam no Atlântico Norte.

As aeronaves lembram aviões de aeromodelismo e vão custar entre US$ 50 mil e US$ 80 mil. O grande diferencial é que serão controladas por satélite.

Os aviões vão partir do leste da ilha de Barbados, no Caribe, já que a aviação dos EUA não deverá permitir a pequena aeronave em solo americano, em razão dos possíveis riscos para outros aviões.

As aeronaves poderão voar dentro do olho de um furacão, até 90 m acima da superfície do mar e mandar em tempo real informações sobre temperatura, pressão, vento e umidade.

Cientistas estão entusiasmados com a novidade, pois desta maneira, será possível entrar em uma área crítica do furacão, onde estão os ventos mais fortes.

Furacões deste século

Uma equipe formada por especialistas da National Oceanic and Atmospheric Admnistration (NOAA) realizou recentemente uma pesquisa, que prevê furacões e tempestades tropicais menos freqüentes, porém com maior intensidade, até o fim do século.

Em 20 anos, a atividade dos furacões no Oceano Atlântico diminuirá em até 18% e das tempestades tropicais em 27%.

O estudo publicado neste mês na revista Nature Geoscience, é contrário a tese de que o aquecimento global esteja provocando um aumento no número de furacões.

Dentro do debate científico das mudanças climáticas, uma pesquisa anterior, também realizada por cientistas da NOAA, chegou a apontar que a intensidade dos furacões poderia aumentar em até 4%, resultado do aquecimento global.

Já o estudo atual, mostrou uma variação menor de intensidade, de entre 1% e 2%.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O diabo é um otimista se pensa que pode fazer as pessoas piores do que são. " - Karl Kraus