Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
Sábado, 30 ago 2008 - 17h31

Furacão se intensifica e avança sobre Cuba e EUA

O Centro Nacional de Furacões, NHC, confirmou que os ventos sustentados do furacão Gustav aumentaram de intensidade nas últimas horas e já atingem a velocidade de 230 km/h. Gustav agora é um poderoso sistema de categoria 4 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

Furacão Gustav

Segundo o NHC, existe a possibilidade da tormenta se intensificar ainda mais nas próximas horas, fazendo com que atinja a categoria 5 antes de chegar ao canal de Yucatán, na entrada do Golfo do México.

A aproximação de Gustav do Canal de Yucatán provocou avisos de furação para toda a porção ocidental de Cuba, desde Pinar del Rio até Matanzas, passando pela capital Havana. Imagens de satélite recebidas na tarde de sábado mostram o olho de Gustav sobre a ilha cubana de Isla de la Juventude, no sudoeste de Cuba.

Previsão
Modelos numéricos de previsão indicam que o furacão deve adentrar o Golfo do México na manhã de segunda-feira e avançar em direção noroeste até atingir a costa centro-sul dos EUA. Segundo o gráfico de rumo, elaborado pelo NHC, o ponto de impacto será entre Houston, no Texas e Nova Orleans, Louisiana, com maior probabilidade para as vizinhanças da cidade de Galveston, no Texas.

Boletim
Em boletim emitido às 15h00, o NHC informou que o centro da tormenta estava localizado sobre as coordenadas 21.6 N e 82.5 W, ao sul de Isla de la Juventud e a 180 km do sul de Havana.

Deslocamento do Furacão Gustav

Gustav se move em sentido noroeste a 22 km/h e deve manter esse movimento pelos próximos dois dias. Mantendo essa dinâmica Gustav deve atingir o norte do Golfo do México na segunda-feira à tarde.

Dados de um avião de reconhecimento da força-aérea dos EUA mostram que os ventos sustentados continuam se intensificando e rajadas de 175 km/h estão sendo registradas a 110 km desde o centro da tempestade. A pressão atmosférica medida é de 94.5 Pa (945 milibares).

Clique aqui e acompanhe o deslocamento do furacão

Artes: No topo, furacão Gustav captado pelo satélite de sensoriamento remoto Terra, na noite de sexta-feira, 29 de agosto de 2008. Crédito: Modis/Nasa. Em seguida, previsão de 5 dias mostra o avanço de Gustav dentro do Golfo do México. Crédito: NHC.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire