Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
Domingo, 18 set 2005 - 20h55

Aviso de tempestade: depressão tropical 18 avança pelo Caribe. EUA já emitem alertas

Neste final de semana dois sistemas de baixa pressão passaram a ser monitorados de perto pelo NHC, o Centro Nacional de Furacões, dos EUA.

No sábado, a depressão tropical 17 aumentou de intensidade e passou à categoria de tempestade tropical, batizada de Philippe. No domingo novo alerta foi emitido pelo NHC, desta vez dando conta da formação, ao norte do Haiti, da depressão tropical 18.

Equanto dados de rastreio mostram Philippe se fortalecendo e rumando em direção às Bermudas, as atenções estão mesmo voltadas para o desenvolvimento da depressão tropical 18, que de acordo com os modelos numéricos gerados por supercomputadores, deve se fortalecer e chegar à categoria de furacão na próxima terça-feira já sobre o sul da Flórida, ao norte de Cuba. De acordo com a previsão, este sistema deverá avançar novamente em direção ao golfo do México.

O governo norte-americano também passou a emitir avisos de furacão para o extremo sul do país.

Em seu terceiro aviso público sobre a depressão tropical 18, divulgado às 11h00 (Hora de Brasília) o NHC informava que o centro da tormenta localizava-se sobre as coordenadas 22.0 N e 72.2 W, ou a aproximadamente 625 km a este-sudeste de Nassau.

De acordo com o instituto, o sistema move-se em sentido oeste a 19 km/h. Mantendo-se este movimento, a tormenta deve passar sobre a região norte das Bahamas ainda hoje.

Os ventos máximos da tempestade, sustentados durante 1 minuto, estão próximos a 55 km/h com fortes rajadas. Um fortalecimento desde sistema está previsto para as próximas horas, quando então a depressão deverá se transformar em nova tempestade tropical.

A pressão barométrica medida por avião de reconhecimento é de 1008 hPa (hectoPascal).


Philippe
Às 12h00 (Hora de Brasília), o NHC divulgava seu aviso público número 5, referente à tempestade tropical Philippe. De acordo com o instituto, o centro da tempestade localizava-se sobre as coordenadas 15.2 N e 55.7 W, a 685 km a este-sudeste das ilhas Leeward.

Philippe move-se em direção norte-noroeste a 11 km/h e este movimento deve continuar nas próximas horas.

Os ventos sustentados alcançam 85 km/h com rajadas atingindo 110 km/h. Um incremento em intensidade está previsto para o dia de hoje, elevando Philippe à categoria de furacão.

A pressão barométrica continua em declínio e no momento do boletim já era de 1000 hPa (hectoPascal)

Última notícia, 20h56
Em seu boletim das 18h00 (Hora de Brasília), o NHC informou que a depressão tropical 18 ganhou força e se transformou na tempestade tropical Rita. Esse sistema deve se tornar furacão já na segunda-feira.

Veja abaixo como se forma um furacão

Satélite ao vivo
Acompanhe as imagens atualizadas da região do golfo do México vistas através do satélite geoestacionário GOES-12.
Clique aqui !







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A gente só diz sim ou não no casamento e, ainda assim, às vezes erra." - Itamar Franco