Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Clima e Meteorologia
Terça-feira, 24 set 2013 - 11h50

Tornado de Taquarituba: Satélite mostra o momento da formação

Apesar de não existirem dados que confirmem a velocidade do vento no momento do tornado, a extensão e as características dos estragos apontam para um fenômeno raro no Brasil, com ventos de intensidade EF3 superiores a 250 km/h.

Imagem_de_satelite_do_tornado_de_Taquarituba
Clique para ampliar


Quando as primeiras imagens começaram a mostrar a dimensão dos estragos na pequena cidade de Taquarituba, no interior de São Paulo, logo se percebeu que não se tratava de um vendaval normal. As cenas eram típicas de um campo de destroços, com ônibus arremessados, árvores arrancadas de suas raízes e casas inteiras praticamente pulverizadas.

De acordo com testemunhas, a velocidade do vento foi tão intensa que arremessou um ônibus por 30 metros, matando seu condutor.

O polo industrial da cidade foi totalmente destruído e nada sobrou da rodoviária da cidade, que horas depois entrou em Estado de Calamidade Pública.

Tornado
O tornado é considerado como um dos mais violentos fenômenos da natureza. Diferente dos furacões, em que a energia total está espalhada ao longo de uma extensa área, o tornado concentra sua força em áreas minúsculas. O resultado é uma força devastadora capaz de virar e arremessar carros ou locomotivas como se fossem de brinquedo.

Apesar de não existirem dados que confirmem a velocidade do vento no momento da passagem por Taquarituba, a extensão e as características dos estragos apontam para um fenômeno raro no Brasil, um tornado de intensidade EF3 na escala Fujita Otimizada, com ventos compreendidos entre 218 e 266 km/h.

Neste nível da escala, os danos são bastante claros e graves. Telhados e paredes de casas bem construídas são arrancados e destruídos, carros e ônibus pesados são levantados do chão e arremessados e árvores inteiras são arrancadas do solo.

Imagem de Satélite
A animação das imagens de satélite da região mostra a velocidade com que o evento ocorreu. Na cena, as áreas mais escuras e quentes se localizam acima da cidade de Taquarituba, enquanto uma frente fria, em branco, se desenvolve ao sudoeste da cidade em direção nordeste. Em poucas horas ocorre o choque entre as duas massas de ar, dando origem a nuvens do tipo Cumulo Nimbus.

Essas nuvens crescem e absorvem o calor, formando uma forte corrente que desce em direção ao solo, dando origem a uma supercélula que passa a girar e crescer, formando o tornado.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates