Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Tsunamis
Quinta-feira, 30 dez 2004 - 21h20

Novo terremoto no norte de Sumatra provoca alerta no sul da Ásia

30 dez 2004, 12h17 - Às 21h20 de ontem, um novo abalo, ocorrido a 26 quilômetros de profundidade, sob as coordenadas 5.2N e 94.71E desencadeou uma série de alertas em toda a região, já seriamente devastada pelo tsunami de domingo. O tremor, que alcançou 5.7 graus na escala Richter aconteceu a 75 km de distância de Banda Aceh, uma das cidades mais atingidas pelas ondas.

Quarenta minutos após o tremor ter acontecido, quase todos os países do sul da Ásia já tinham sido alertados, o que provocou pânico em diversas cidades. Em Khao Lak, na Tailândia, houve pânico quando as sirenes e improvisados sistemas de alto-falantes divulgaram o alerta.

Ao contrário do alerta de hoje, no domingo, dia em que aconteceu o gigantesco tremor de 9.0 graus na escala Richter, as sirenes não soaram. Segundo especialistas do Centro de Alertas de Tsunamis, no Havaí, se o alerta fosse dado, milhares de pessoas poderiam ter sido salvas, já que as ondas levaram quase duas horas para atingir alguns dos países e até sete horas para atingir a costa leste da África, em especial o Quênia e a Somália.

Número de mortos continua a crescer
Já passa de 82 mil o número de mortos, podendo chegar facilmente a 100 mil nas próximas horas. Somente na Indonésia o número de vítimas já chega a 45 mil. O risco de epidemias se tornou um dos maiores problemas para as autoridades locais. De acordo com o Dr. David Nabarro, da Organização Mundial de Saúde, o número de mortos pode aumentar drasticamente devido à diarréias, problemas respiratórios, e doenças causadas por insetos. A água potável está escassa nos países atingidos e segundo Nabarro, é fundamental o envio de água à região.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard